Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/40228
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_RicardoBatistaBitencourt.pdf17,93 MBAdobe PDFView/Open
Title: Para planejar a boa forma, a avaliação de planos na cidade contemporânea
Authors: Bitencourt, Ricardo Batista
metadata.dc.contributor.email: ricardobbitencourt@gmail.com
Orientador(es):: Ribeiro, Rômulo José da Costa
Assunto:: Planejamento urbano
Morfologia urbana
Urbanização
Modernidade líquida
Issue Date: 12-Mar-2021
Citation: BITENCOURT, Ricardo Batista. Para planejar a boa forma, a avaliação de planos na cidade contemporânea. 2020. xvi, 314 f., il. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: Partindo da forma urbana como o conjunto de atributos físicos espaciais e não espaciais, fruto das relações sociais estabelecidas e da história, a tese propõe a compreensão e a avaliação morfológica de planos da cidade contemporânea. Cidade essa, tornada fluida, dispersa, fragmentada e segregada, em que as maneiras de planejar já não atendem expectativas. A avaliação qualitativa, denominada PFORM (plano + forma), é baseada, em boa medida, no pensamento construtivista e na racionalidade comunicativa, se apropriando das dimensões da Teoria da Boa Forma da Cidade de Kevin Lynch, trazidas à contemporaneidade, por meio de sete princípios: densidades adequadas, centralidades múltiplas, corredores urbanos, estruturas verdes, zoneamento morfológico, diversidade e liberdade tipológica e valorização da história da cidade. O faz, descrevendo conceitos, escalas, evoluções e as diversas abordagens e elementos da morfologia urbana, sem receio de romper as estruturas tradicionais.
Abstract: Starting from the urban form as the set of spatial and non-spatial physical attributes, which are the result of established social relations and history, the thesis proposes the understanding and morphological evaluation of contemporary city plans. This city, made fluid, dispersed, fragmented and segregated, in which the ways of planning no longer meet expectations. The qualitative evaluation, called PFORM (plan + form), is based on constructivist thinking and communicative rationality, appropriating the dimensions of Kevin Lynch's Theory , called City Good Form, brought to contemporary times, through seven principles: adequate densities, multiple centralities, urban corridors, green structures, morphological zoning, diversity and typological freedom and city's history. It does so, by describing concepts, scales, evolutions and the different approaches and elements of urban morphology, without fear of breaking traditional structures.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FAU - Doutorado em Arquitetura e Urbanismo (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/40228/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.