Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/37746
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1995_VerenildeSPereira.pdf
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.accessRestricted???
5,2 MBAdobe PDF ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.restrito???
Title: Uma etno-experiência na comunicação : "Era uma vez — Rosa Maria"
Authors: Pereira, Verenilde Santos
Orientador(es):: Porto, Sérgio Dayrel
Assunto:: Antropologia
Etnologia
Análise do discurso
Contato interétnico
Linguagem literária
Issue Date: 14-May-2020
Citation: PEREIRA, Verenilde S. Uma etno-experiência na comunicação: "Era uma vez... Rosa Maria" 1995. 180 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação)—Universidade de Brasília, Brasília, 1995.
Abstract: Esta dissertação é uma tentativa de salientar, através da linguagem literária, a condição de alguns índios que vivenciaram as complexidades do impacto do contato interétnico. Através da interrogação feita por uma das personagens, a índia Laura Dimas - "e as outras, onde estão?" - direciona-se a trajetória de algumas índias desaldeadas. No texto existem duas narradoras; uma, questiona-se sobre o próprio ato da escrita. A outra, uma narradora oral, debate-se com a impossibilidade da apreensão do ser. Ambas, encontram-se envolvidas na temática relacionada à fusão de horizontes. A narrativa etnicizada tem como base alguns problemas vivenciados pelos índios do alto Rio Negro - localizado no Amazonas nas fronteiras entre o Brasil, Venezuela e Colômbia - de onde foram tomadas algumas referências etnográficas. Entretanto, a situação de outros grupos indígenas do Brasil serviram de base ao texto.
Abstract: This dissertation is an attempt to draw attention, through literary language, to the condition of some Indians who have lived the complexities of the impact of interethnic contact. By way of the question posed by the Indian lady Laura Dimas "...and the others, where are they?", the trajectory of some Indians uprooted from their villages is followed. In the text there are two story-tellers. One who questions herself about the act of writing itself, the other, an oral storyteller, questions the impossibility of aprehending the being. Both, however, are involved in the thematic of the fusion of horizons. The ethnicizes narrative has as its foundation some problems lived by Indians of the Upper Rio Negro - situated in Amazonas, on the frontiers of Brazil with Venezuela and Colômbia - from where some ethnographic references were taken. However, the situation of other indigenous groups in Brazil served as a base for the narrative.
Description: Dissertação (Mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 1995.
Appears in Collections:FAC - Mestrado em Comunicação (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/37746/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.