Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/35684
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_KarinaFernandesGomesMarques.pdf15,6 MBAdobe PDFView/Open
Title: Análise do ensino da Biogeografia na educação básica do Distrito Federal (DF) : propostas de práticas pedagógicas
Authors: Marques, Karina Fernandes Gomes
Orientador(es):: Laranja, Ruth Elias de Paula
Assunto:: Geografia escolar
Biogeografia
Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF)
Práticas pedagógicas
Issue Date: 24-Oct-2019
Citation: MARQUES, Karina Fernandes Gomes. Análise do ensino da Biogeografia na educação básica do Distrito Federal (DF): propostas de práticas pedagógicas. 2019. xv, 178 f., il. Tese (Doutorado em Geografia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Para o professor de Geografia é importante explicar e conhecer a distribuição dos seres vivos (flora e fauna) no espaço geográfico, sempre correlacionando essa espacialização aos fatores ambientais e ao próprio ser humano. Devido à crescente destruição dos sistemas naturais, fazse necessária uma maior conscientização dos professores e estudantes sobre a importância do estudo na Geografia escolar dos conteúdos de Biogeografia. Dessa forma, deve-se entender que a ação humana e os efeitos da degradação ambiental devem ser discutidos e os estudantes precisam ser incentivados a construírem ações propositivas de preservação e proteção ambiental. O objetivo deste estudo foi analisar os saberes e práticas de ensino na Secretaria de Estado e Educação do Distrito Federal relacionados à Biogeografia na Educação Básica, anos finais do Ensino Fundamental, e no Ensino Médio, assim como elaborar propostas de práticas pedagógicas para o ensino da Biogeografia escolar. A ciência biogeográfica fornece subsídios teóricos e práticos para estudo da fauna e da flora, para compreensão das dinâmicas dos biomas, dos ecossistemas e da biodiversidade, possibilitando ao professor de Geografia trabalhar questões relacionadas a proteção, preservação e recuperação ambiental. Foram utilizados os métodos de pesquisa exploratória quantitativa para obtenção de dados primários e secundários, pesquisa documental, bibliográfica e pesquisa descritiva qualitativa por amostragem com aplicação de questionários aos professores de Geografia em cinco das quatorze Coordenações Regionais de Ensino da SEEDF. Foram respondidos 114 questionários das 71 escolas pesquisadas, de uma população de 291 professores de Geografia. Foi analisado a veiculação da Biogeografia em duas coleções de livros didáticos do Ensino Fundamental (anos finais) e Ensino Médio. Houve a organização de curso de formação continuada para professores, com aplicação das técnicas em Biogeografia em sala de aula e no campo, discussão teórica e conceitual e construção de material pedagógico para auxiliar no ensino da Biogeografia na Educação Básica. Percebe-se que A pouca ênfase dada aos conteúdos da ciência biogeográfica na Educação Básica, por parte do currículo, nos livros didáticos e dos professores de Geografia, não contribui para gerar uma consciência crítica em relação a preservação das espécies e consequente mudança de atitude dos estudantes. Ressaltamos a necessidade da interdisciplinaridade e familiaridade com os conceitos ecológicos, bem como conhecer a fisiologia, anatomia e desenvolvimento de grupos de animais e plantas, pois o conhecimento pode possibilitar maior grau de consciência ambiental e conservação da biodiversidade. No Ensino Fundamental e Ensino Médio, professores de Geografia, mesmo não tendo as melhores condições profissionais e de suporte pedagógico, podem iniciar o debate em torno da recuperação, preservação e manutenção das espécies, utilizando a Biogeografia para subsidiar parte deste debate teórico conceitual. Todavia cada aspecto do conhecimento Geográfico contribui para o entendimento do sistema mundo.
Abstract: For Geography teachers it is important to explain and understand the distribution of living beings – flora and fauna – in geographical space, always correlating this spatialization to environmental factors as well as to the human being. Due to the increasing destruction of natural systems, it is necessary to raise the awareness of teachers and students on the importance of studying Biogeography contents in geography class. In this way, it should be understood that human action and environmental degradation effects should be discussed, and students need to be encouraged to build proposals on preservation and environmental protection actions. This study aimed at analyze the knowledge and practices of teaching in SEEDF (Secretary of State and Education of Distrito Federal, Brazil) related to Biogeography in Elementary School Education – final years – and High School, as well as to elaborate proposals for pedagogical practices for teaching Biogeography in school. Biogeographical science not just provides theoretical and practical foundation for the study of fauna and flora and understanding of the dynamics of biomes, ecosystems and biodiversity, but also enables geography teachers to work on issues related to environmental protection, preservation and recovery. We used the exploratory quantitative research method in order to obtain primary and secondary data, documentary research, bibliographic and descriptive qualitative sampling trough application of questionnaires to teachers of Geography in 5 of the 14 Regional Coordinations of Education of SEEDF. Out of a group of 291 teachers of geography, from 71 surveyed schools, 114 questionnaires were answered. The dissemination of Biogeography was analyzed trough two collections of Primary (final years) and Secondary Education textbooks; organization of continuing formation courses for teachers with application of techniques in Biogeography in classroom and in field; theoretical and conceptual discussion; and construction of pedagogical material to assist in Biogeography teaching in Basic Education. The little emphasis given to the content of Biogeographic science in Basic Education, by the elaborators of the curriculum, textbooks and teachers of Geography, does not contribute to generate the necessary critical awareness regarding the preservation of species and the consequent change of the students' attitude. We stress the need for interdisciplinarity and familiarity with ecological concepts, as well as the knowledge on physiology, anatomy, and development of different groups of animals and plants, since knowledge may enable greater degree of environmental awareness and subsequent conservation of biodiversity. In Elementary and High School, Geography teachers, even though they do not have the best work conditions and educational support, can begin the debate about the recovery, preservation and maintenance of species, using Biogeography to support part of this conceptual theoretical debate. Nevertheless, every aspect of geographical knowledge contributes to the understanding of the global system.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, Programa de Pós-Graduação em Geografia, 2019.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:GEA - Doutorado em Geografia

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35684/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.