Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/35648
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_AndressaMonteirodeQueiroz.pdf5,63 MBAdobe PDFView/Open
Title: Estudo da linguagem e o comportamento adaptativo de estudantes com autismo
Authors: Queiroz, Andressa Monteiro de
Orientador(es):: Celeste, Letícia Correa
Assunto:: Autismo
Autismo - crianças
Comportamento - avaliação
Ambiente de sala de aula
Desenvolvimento da linguagem
Issue Date: 24-Oct-2019
Citation: QUEIROZ, Andressa Monteiro de. Estudo da linguagem e o comportamento adaptativo de estudantes com autismo. 2019. 100 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Reabilitação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2019.
Abstract: Esta dissertação aborda o tema autismo e buscou analisar o nível de desenvolvimento da linguagem e comportamento adaptativo de estudantes com esse diagnóstico e é resultado de um estudo transversal realizado em ambiente escolar com 22 estudantes, com faixa etária entre 4 e 14 anos de idade, e seus respectivos pais. O estudo propôs avaliar o nível idade de desenvolvimento da linguagem do estudante com autismo, a percepção de seus pais sobre o comportamento adaptativo do filho, correlacionar as variáveis de desempenho da comunicação e capacidades linguísticas desses estudantes e confiabilidade do uso dos instrumentos de avaliação da linguagem como um recurso possível e acessível a ser utilizado nos Centros de Ensino Infantil e Fundamental. Para cada etapa de avaliação, primeiro com os pais e depois com os estudantes, foram utilizadas duas escalas específicas: a Escala do Comportamento Adaptativo (Vineland II) – Versão Portuguesa utilizada para identificar o desempenho da criança de acordo com os domínios de funcionamento em cinco áreas do desenvolvimento - comunicação, autonomia, socialização, funções motoras e comportamentos desajustados – obtidas pela informação repassada por seus pais e a Escala do Desenvolvimento da Linguagem (ADL) realizada junto ao estudante para avaliar a capacidade sobre a linguagem receptiva e expressiva desse indivíduo em ambiente escolar. Os resultados indicaram a existência de correlações significativas quanto aos marcos de idade de desenvolvimento da linguagem entre os dois instrumentos utilizados quando comparadas as respostas dos pais baseada nas impressões sobre o desempenho do uso da comunicação (em casa e outros espaços sociais) e a capacidade da linguagem do estudante (em ambiente escolar). Os resultados sugerem que as características com maior destaque sobre as principais dificuldades consistem nos domínios do desempenho da comunicação, capacidades linguísticas e interação social. Funções motoras e autonomia foram os domínios identificados como melhor desempenho a nível de desenvolvimento quando comparado aos demais domínios avaliados. Tanto estudantes inseridos em classes especiais quanto em classes reduzidas apresentaram atrasos em nível de desenvolvimento de idade para linguagem, tanto para o desempenho comunicativo quanto para capacidades linguísticas. Os resultados dos aspectos de comportamentos desajustados também demonstraram similaridades no resultado quando comparadas as características de comportamento mais evidenciadas entre os dois tipos de classe. Acredita-se, portanto, que ambas escalas são recursos possíveis a serem utilizados no contexto escolar por educadores e confiáveis para ajudar a indicar as características sobre a comunicação e comportamento adaptativo de estudantes com autismo.
Abstract: This dissertation approaches the theme autism and sought to analyze the level of language development and adaptive behavior of students with this diagnosis and is the result of a crosssectional study conducted in a school environment with 22 students, aged between 4 and 14 years of age, and their respective parents. The aim of this study was to evaluate the level of student's language development with autism, their parents' perception of the child's adaptive behavior, correlate the communication performance variables and language abilities of these students, and the reliability of the use of language assessment tools as a possible and accessible resource to be used in the Centers for Infant and Elementary Education. For each assessment stage, first with the parents and then with the students, two specific scales were used: the Adaptive Behavior Scale (Vineland II) - Portuguese version used to identify the child's performance according to the functional domains in five areas of development - communication, autonomy, socialization, motor functions and maladaptive behaviors - obtained by the information passed on by their parents and the Language Development Scale (ADL) carried out with the student to assess the receptive and expressive language capacity of this individual in school environment. The results indicated the existence of significant correlations between the age developmental milestones of the language between the two instruments used when comparing the parents responses based on the impressions about the performance of the communication use (at home and other social spaces) and the capacity of the student's language (in school environment). The results suggest that the main characteristics of the main difficulties are the domains of communication performance, language skills and social interaction. Motor functions and autonomy were the domains identified as better development performance when compared to the other domains evaluated. Both students enrolled in special classes and in reduced classes had delays in the developmental level of age for language, both for communicative performance and for language skills. The results of the mismatched behavioral aspects also showed similarities in the result when comparing the behavioral characteristics more evidenced between the two class types. It is believed, therefore, that both scales are possible resources to be used in the school context by educators and trusted to help i
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, 2019.
Appears in Collections:PPGCR - Mestrado em Ciências da Reabilitação

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35648/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.