Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/3505
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_PriscillaMaiadeAndrade.pdf1,48 MBAdobe PDFView/Open
Title: A economia solidária é feminina? : análise da política nacional de economia solidária sob a perspectiva de gênero
Authors: Andrade, Priscilla Maia de
Orientador(es):: Rodrigues, Marlene Teixeira
Assunto:: Gênero
Política pública
Economia solidária
Mulheres
Issue Date: 2-Oct-2007
Citation: ANDRADE, Priscilla Maia de. A economia solidária é feminina? : análise da política nacional de economia solidária sob a perspectiva de gênero. 2009. 123 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Abstract: A presente pesquisa procura analisar, a luz do marco conceitual das relações de gênero, o desenvolvimento da política nacional de economia solidária, implementada pela Secretaria Nacional de Economia Solidária criada pelo Governo Federal no âmbito do Ministério do Trabalho e Emprego. Levandose em consideração que a Economia Solidária assume entre seus princípios a agenda e as reivindicações das lutas das mulheres, em direção à equidade de gênero, o interesse principal da investigação foi o de verificar como a promoção da igualdade de gênero encontra tradução nas políticas efetivadas pelo Estado para fomentar os empreendimentos e/ou a educação dos trabalhadores e trabalhadoras envolvidos no campo da economia solidária. Dentre os resultados alcançados, verifica-se que há ainda, apesar dos grandes avanços percebidos, sérios obstáculos a serem superados para fazer com que a transversalidade de gênero vá além da incorporação do discurso de gênero e assuma a condição de práxis dos atores públicos e fundamento das políticas públicas de economia solidária e do conjunto das políticas sociais que visam reduzir as desigualdades sociais. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study intends to analyze based on the conceptual from work of gender relations, the development of the national politic of social economy implemented by National Departament of Social Economy, which was established by the Federal Government in the scope of Labour and Employment Ministry. Taking into consideration that the social economy takes the agende and questions of the women’s fight gender equity among its princips, the main concern of this investigation was to verify how the promotion of gender equality is on the political actions by the state to promote the business and/or the education of works in the Social Economy area. Among the results, it was possible to conclude that, despite some improvements, there are stile serious obstacles to be overcome in order to have the gender mainstream going beyond the internalization of gender discourse and reach the praxis conditions of public actors and public politics foundation of social economy and the social politic set that aim to reduce the social differences.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Serviço Social, Programa de Pós-Graduação em Política Social, 2007.
Appears in Collections:SER - Mestrado em Política Social (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/3505/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.