Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/31034
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_AndréLuizAlvesRabelo.pdf1,25 MBAdobe PDFView/Open
Title: The proposal and initial exploration of the connectedness and loneliness model (CLM)
Authors: Rabelo, André Luiz Alves
Orientador(es):: Pilati, Ronaldo
Assunto:: Conectividade social
Solidão
Isolamento social
Issue Date: 15-Jan-2018
Citation: RABELO, André Luiz Alves. The proposal and initial exploration of the connectedness and loneliness model (CLM). 2017. 186 f., il. Tese (Doutorado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: A presente tese teve os objetivos de revisar criticamente a literatura que investiga a conectividade social e a solidão, especialmente no quanto às conceituações e procedimentos de mensuração que têm sido mais usados. Este trabalho também pretende propor um modelo que sintetize o conhecimento atual, sugira novas direções para conceituar a conectividade social e a solidão - o modelo de conectividade e solidão (CLM) - e explorar empiricamente alguns dos seus principais pressupostos e implicações. Foram realizados seis estudos utilizando diferentes métodos para atingir esses objetivos. Os estudos forneceram evidências que levantam questionamentos sobre muitos aspectos da forma como a conectividade social e a solidão foram conceituadas e medidas na psicologia social nas últimas décadas. Esses estudos ofereceram diferentes contribuições para o campo como evidências em favor da abordagem multidimensional para a conectividade e a solidão, ao mesmo tempo em que indicaram que a validade da escala UCLA de solidão é questionável e que há evidências contra a hipótese de bipolaridade. O modelo de conectividade e solidão (CLM) é a principal contribuição teórica da presente tese, pois é o primeiro modelo formal que descreve explicitamente uma rede nomológica com processos antecedentes e consequentes que visam explicar a diversidade de efeitos de conectividade e solidão na saúde e receptividade/evitação social. Três diferentes procedimentos de mensuração também foram desenvolvidos ou adaptados para o Brasil e agora podem ser usados por outros pesquisadores. Os resultados dos estudos foram coerentes com alguns pressupostos do CLM, o que é uma indicação de sua potencial utilidade.
Abstract: The present dissertation had the goals of critically reviewing the literature that investigates social connectedness and loneliness, especially regarding the conceptualizations and measurement procedures that have been mostly used. This work also aims to propose a model that synthesizes current knowledge, suggest new directions for conceptualizing social connectedness and loneliness – the connectedness and loneliness model (CLM) –, and to empirically explore of some of its core assumptions and implications. Six studies using different methods were conducted to reach these goals. The studies provided evidence that raise questions about many aspects of the way social connectedness and loneliness have been conceptualized and measured in social psychology for the last decades. These studies offered different contributions to the field, such as evidence in favor of a multidimensional approach to connectedness and loneliness while indicating that the validity of the UCLA loneliness scale is questionable and that there is evidence against the bipolarity hypothesis. The connectedness and loneliness model (CLM) is the main theoretical contribution of the present dissertation as it is the first formal model that describes explicitly a nomological net with antecedent and consequent processes that aims to explain the diversity of effects of connectedness and loneliness on health and social receptivity/avoidance. Three different measurement procedures were also developed or adapted to Brazil and now can be used by other researchers. The results of the studies were coherent with some assumptions of the CLM, which is an indication of its potential usefulness.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, 2017.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:PSTO - Doutorado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/31034/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.