Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/24909
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_MaísaCarvalhoVieira.pdf2,81 MBAdobe PDFView/Open
Title: Padrões espaço-temporais do zooplâncton em um reservatório hidrelétrico tropical
Authors: Vieira, Maísa Carvalho
Orientador(es):: Vieira, Ludgero Cardoso Galli
Coorientador(es):: Velho, Luiz Felipe Machado
Assunto:: Zooplâncton
Reservatórios - hidrelétrica
Biodiversidade
Biomonitoramento
Issue Date: 31-Oct-2017
Citation: VIEIRA, Maísa Carvalho. Padrões espaço-temporais do zooplâncton em um reservatório hidrelétrico tropical. 2017. iv, 62 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.
Abstract: Reservatórios são ecossistemas artificiais que geralmente modificam a estrutura das populações biológicas, dessa forma, é necessário entender as dinâmicas populacionais desse tipo de ambiente, como por exemplo, a flutuação de populações e das variáveis limnológicas ao logo da construção do reservatório hidrelétrico ou até mesmo possíveis implicações para os biomonitoramentos. Assim, o objetivo desse estudo foi compreender as dinâmicas espaçotemporais das comunidades zooplanctônicas em um reservatório hidrelétrico tropical, a fim da melhoria das práticas em monitoramento ambiental. Para isso, analisamos os padrões ecológicos correspondentes à comunidade zooplanctônica ao longo da formação do reservatório hidrelétrico Santo Antônio do Jari, no rio Jari que fica na divisa dos estados do Pará e Amapá, Brasil. A comunidade zooplanctônica (cladócero, copépode, rotífero e tecameba) e as variáveis ambientais limnológicas foram coletadas em 23 meses, sendo nove meses na fase rio, antes do represamento efetivo (fevereiro de 2012 a fevereiro de 2014), três meses na fase de transição rio-reservatório que é no período de enchimento do reservatório (maio a julho de 2014) e onze meses na fase reservatório, no qual a usina já estava em funcionamento (agosto de 2014 a agosto de 2015). Os principais resultados evidenciam que (1) a flutuação populacional do zooplâncton foi baixa e a ambiental foi alta, sendo elas diferentes nas três fases da construção do reservatório; (2) é visível a flutuação das populações e variáveis ambientais limnológicas, entretanto os mecanismos atuantes não são claros; (3) os programas de biomonitoramentos devem ser projetados com cautela em novos ecossistemas (4) mas mesmo assim, pode ser utilizado alguns atalhos da biodiversidade em biomonitoramentos, como o uso de dados de gênero substituindo dados de espécie e o uso de dados de presença/ausência de espécies substituindo os dados de abundância. Sugerimos utilizar dados meteorológicos e de paisagem para modelar os padrões vistos. Além disso, sugerimos que as estratégias de atalhos da biodiversidade devem ser utilizadas como pesquisas-pilotos antes de adotar em outros locais, e assim, os recursos economizados com o uso de estratégias econômicas poderiam então ser direcionados para apoiar o monitoramento de uma série de grupos biológicos.
Abstract: Reservoirs are artificial ecosystems that generally modify the structure of biological populations, so it is necessary to understand the population dynamics of this type of environment, such as the fluctuation of populations and limnological variables at the time of construction of the hydroelectric reservoir or even possible Implications for biomonitoring. Thus, the objective of this study was to understand the spatio-temporal dynamics of zooplankton communities in a tropical hydroelectric reservoir, in order to improve practices in environmental monitoring. For this, we analyze the ecological patterns corresponding to the zooplankton community along the formation of the Santo Antônio do Jari hydroelectric reservoir, in the Jari river that is on the border of the states of Pará and Amapá, Brazil. The zooplankton community (cladoceran, copepod, rotifer, and testate amoebae) and limnological environmental variables were collected in 23 months. Nine months in the river phase, before effective damming (February 2012 to February 2014), three months in the transition phase (May to July 2014) and eleven months in the reservoir phase, in which the plant was already in operation (August 2014 to August 2015). The main results show that (1) the population fluctuation was low and the environmental one was high, being different in the three phases of the reservoir construction; (2) the population fluctuation and limnological environmental variables are visible, but the mechanisms are not clear; (3) biomonitoring programs for these systems should be designed cautiously; (4) but even then some biodiversity shortcuts can be used in biomonitoring, such as the use of gender data replacing species data and the use of presence data / Absence of species replacing the abundance data. We suggest using weather and landscape data to model the patterns seen. In addition, we also recommend that this strategy be tested first using pilot surveys before it is adopted elsewhere, and thus resources saved with the use of cost-effective strategies could then be directed to support the monitoring of a range of biological groups.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Planaltina , Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais, 2017.
Appears in Collections:FUP - Mestrado em Ciências Ambientais

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/24909/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.