Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/21002
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_RodrigoCostaSilva.pdf7,32 MBAdobe PDFView/Open
Title: Elementos para a rejeição da ética na filosofia de Martin Heidegger : contribuição para uma metaética fenomenológico-existencial
Authors: Silva, Rodrigo Costa
Orientador(es):: Cabrera, Julio
Assunto:: Heidegger, Martin, 1889-1976
Ética
Ontologia
Issue Date: 26-Jul-2016
Citation: SILVA, Rodrigo Costa. Elementos para a rejeição da ética na filosofia de Martin Heidegger: contribuição para uma metaética fenomenológico-existencial. 2015. 156 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: Esta dissertação tem por objetivo mostrar como as éticas da tradição filosófica europeia são rejeitadas pelos elementos filosóficos de Ser e Tempo de Heidegger, especialmente três: ontologia fenomenológica, as noções de Dasein e de temporalidade originária. A análise da rejeição da ética tradicional pela filosofia de Ser e Tempo foi denominada Metaética heideggeriana, sendo o termo “metaética” empregado em um sentido mais abrangente, qual seja o de qualquer problematização filosófica acerca da ética. Para a análise metaética, partimos de uma exposição de diversos elementos fundamentais das éticas tradicionais para, num segundo momento, mostrarmos como eles são rejeitados pelo pensamento expresso em Ser e Tempo. Por fim, esboçamos teses metaéticas com o intuito de explicitar as razões pelas quais a ética em sentido tradicional é rejeitada.
Abstract: This work aims to show how the ethical theories from the European philosophical tradition are rejected by the force of three basics philosophical elements from Heidegger’s Being and Time: the phenomenological ontology, the concept of Dasein and the concept of proper temporality. The analysis of this rejection is what we called a Heideggerian Metaethics (taken in a large sense of any critical philosophical approach to ethics). We start with an exposition of some basic elements from traditional ethical theories; secondly, a functional exposition of Heidegger's existential philosophy as exposed in Being and Time; and finally, we formulate some metaethical theses in order to clarify how traditional ethics is rejected by these Heideggerian existential elements.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília,Instituto de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.12.D.21002
Appears in Collections:FIL - Mestrado em Filosofia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/21002/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.