Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/19507
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_YonedeOliveiraFaria.pdf603,85 kBAdobe PDFView/Open
Title: Prevalência de comportamentos de risco entre jovens universitários
Other Titles: Prevalence of risk behaviors among university students
Authors: Faria, Yone de Oliveira
Orientador(es):: Gandolfi, Lenora
Coorientador(es):: Moura, Leides Barroso Azevedo
Assunto:: Saúde do adolescente
Risco à saúde
Drogas
Comportamento - análise
Universitários - comportamento
Issue Date: 17-Feb-2016
Citation: FARIA, Yone de Oliveira. Prevalência de comportamentos de risco entre jovens universitários. 2015. 127 f., il. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: Introdução: Jovens universitários têm adotado comportamentos de risco à saúde. Pesquisas evidenciam altas prevalências para uso de tabaco, álcool e outras drogas, acidentes de trânsito, violência contra si e terceiros, sedentarismo e distúrbios alimentares. Objetivo: Analisar os comportamentos de risco à saúde de jovens universitários em uma Instituição de Ensino Superior, além de identificar os comportamentos de risco à saúde mais prevalentes entre os estudantes universitários participantes e descrever tais comportamentos tendo como categorias o sexo e a cor da pele autorreferida. Métodos: Estudo quantitativo de natureza transversal realizado em uma Instituição de Ensino Superior localizada em uma região do Distrito Federal. A amostra foi composta por 210 universitários entre 18 a 24 anos de idade. O questionário National College Health Risk Behavior Survey, elaborado pelo Centers for Disease Control and Prevention, foi utilizado como instrumento de pesquisa. Utilizaram-se estatística descritiva, análise bivariada e coeficientes de regressão logística para a análise estatística. Resultados: Predominaram estudantes universitários do sexo feminino (61%); com cor da pele/etnia autorreferida branca (60,2%); idade entre 18 e 21 anos (55,2%); que consumiram álcool (40%); passageiro em veículo dirigido após motorista ter ingerido bebida alcoólica (51,9%); com excesso de peso (25%); locomoção com motocicletas (19%) e tentativa de suicídio (6,2%). Conclusão: Nos homens foram mais prevalentes os comportamentos de consumo de álcool, excesso de peso e prática de atividades esportivas e, nas mulheres, tentativa de suicídio e hábitos alimentares mais saudáveis. Recomenda-se a elaboração de projetos direcionados para promoção de saúde no contexto universitário.
Abstract: Intoduction: Young university students have adopted risk behaviors to health. Surveys show high prevalence rates for tobacco use, alcohol and other drugs, traffic accidents, violence against themselves and others, sedentary lifestyle and eating disorders. Objective: To analyze the health risk behaviors among college students in a Higher Education Institution, and identify the most prevalent health risk behaviors among participating college students, and describe such behavior in accord with sex and self-reported skin color categories. Methods: Quantitative study with cross-cutting nature carried out in a Higher Education Institution located in a region of Distrito Federal. The sample consisted of 210 students between 18 and 24 years old. The questionnaire National College Health Risk Behavior Survey, prepared by the Centers for Disease Control and Prevention, was used as a research tool. Descriptive statistics, bivariate analysis and logistic regression coefficients were used for statistical analysis. Results: There was a predominance of female college students (61%); with self-reported skin color/ethnicity white (60.2%); aged between 18 and 21 years (55.2 %); who consumed alcohol with risk (40%); with transportation as a passenger car or other vehicle driven by someone who consumed alcohol (51.9%); overweight (25%); locomotion with motorcycles (19%) and suicide attempt (6%). Conclusion: In men, behaviors of alcohol consumption, overweight and sports activities were more prevalent; in women, suicide attempt and healthier eating habits were more prevalent. The elaboration of projects directed to health promotion in the university context is recommended.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.12.T.19507
Appears in Collections:FS - Doutorado em Ciências da Saúde (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19507/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.