Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/12617
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_KarinaDamousDualibe.pdf6,2 MBAdobe PDFView/Open
Title: Pesquisas de opinião nas eleições presidenciais de 2010 no Brasil : um estudo da cobertura do jornal O Globo
Authors: Duailibe, Karina Damous
Orientador(es):: Miguel, Luis Felipe
Assunto:: O Globo (jornal)
Jornalismo - aspectos políticos
Pesquisa eleitoral
Opinião pública - pesquisa
Issue Date: 27-Mar-2013
Citation: DUAILIBE, Karina Damous. Pesquisas de opinião nas eleições presidenciais de 2010 no Brasil: um estudo da cobertura do jornal O Globo. 2012. 188 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciência Política)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Abstract: Esta dissertação é um estudo de caso sobre o uso de pesquisas de opinião e de intenção de voto pelo jornal O Globo, do Rio de Janeiro, na cobertura do primeiro turno das eleições presidenciais brasileiras de 2010. Por meio da análise de 1.583 conteúdos – a totalidade do que foi produzido sobre o tema nas primeiras páginas e no caderno de política do veículo entre 1º de julho e 3 de outubro daquele ano, data da realização da votação –, buscou-se identificar a visibilidade conferida às pesquisas e o modo pelo qual foram apropriadas, tanto nos espaços noticiosos quanto opinativos, para construir a representação da disputa eleitoral. A pertinência do estudo se justifica pela constatação da importância crescente das pesquisas no espaço público contemporâneo, impactando a própria noção de opinião pública, as relações entre os campos da mídia e da política e o processo de escolha do voto. As pesquisas tendem a ser percebidas como modalidade de expressão da opinião e de participação do indivíduo nas democracias. Nas coberturas jornalísticas, em particular, elas orientam o trabalho dos profissionais e estão estreitamente relacionadas com o predomínio do enquadramento horse race das eleições. O pressuposto metodológico adotado na construção do objeto é que a investigação da presença das pesquisas precisa considerá-las mais além dos conteúdos específicos de divulgação de resultados de intenção de voto. A análise do conteúdo da cobertura do jornal O Globo e a reflexão teórica a partir de autores com diferentes visões das pesquisas permitem sustentar que elas não são apenas mais uma fonte de informação, mas elementos estruturantes da configuração das coberturas eleitorais; funcionam como recurso simbólico que fortalece a posição da mídia em sua interface com o campo político e na formação da agenda pública; e não devem ser consideradas uma forma de expressão da opinião e de participação autônomas, uma vez que só adquirem força política na disputa entre os agentes sociais pela prerrogativa de falar “em nome da opinião pública”. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This dissertation is a case study about the use of surveys of opinion and voter intention by newspaper O Globo, from Rio de Janeiro, in their coverage of the first round of presidential elections in Brazil in 2010. Through the analysis of 1.583 contents – the total amount of first- page and politics section contents about the theme between 1 July and 3 October, the voting day, of that same year –, we aimed at identifying the visibility given to the surveys and their appropriation on news spaces, editorials and columns, in the representation of the electoral dispute. The pertinence of the study is justified by the realization of the growing relevance of surveys in the contemporary public space, making an impact on the notion of public opinion itself, the relations between media and politics and the vote casting decision process. Surveys tend to be seen as a modality of participation and opinion by an individual in democracies. In the scope of journalistic coverage, in particular, they guide media professionals and are strictly connected to the predominance of the horse race framing of the election process. The methodological premise we adopted is that the investigation about the presence of surveys must account for more than specific contents of publicized results of voter intention surveys. The content analysis of the O Globo newspaper’s coverage and the theoretical reflection based on authors with different views about surveys support the claim that they are more than just a source of information, functioning as structural elements in the configuration of election coverage; they act as a symbolic resource that strengthens the position of the media in their interface with the political space as well as their shaping of a public agenda. Moreover, surveys must not be considered an autonomous means of participating and expressing opinions, as they only gather political strength in the dispute between social agents through the prerogative of being the voice of public opinion.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciência Política, Programa de Pós-Graduação em Ciência Política, 2012.
Appears in Collections:IPOL - Mestrado em Ciência Política (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/12617/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.