Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/11414
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_JussaraCostaMelo.pdf1,4 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorEsch, Carlos Eduardo Machado da Costa-
dc.contributor.authorMelo, Jussara Costa-
dc.date.accessioned2012-10-15T12:21:42Z-
dc.date.available2012-10-15T12:21:42Z-
dc.date.issued2012-10-15-
dc.date.submitted2012-06-28-
dc.identifier.citationMELO, Jussara Costa. Estudo empírico sobre a proposta do serviço de comunicações digitais - SCD. 2012. ii, 140 f., il. Dissertação (Mestrado em Comunicação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/11414-
dc.descriptionOrientação: Carlos Eduardo Machado da Costa Esch.en
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2012.en
dc.description.abstractNo ano de 2003 a Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel adotando como premissa a migração dos serviços de telecomunicações para os serviços de acesso à informação lançou a proposta de criação do Serviço de Comunicações Digitais – SCD que permitiria o acesso às redes digitais e à Internet, o que representaria a ação efetiva do Estado para promover a inclusão digital, a cidadania, garantir o direito de acesso à informação, atender às demandas sociais previstas na Lei do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (FUST) e cumprir os propósitos da Cúpula Mundial da Sociedade da Informação realizada em Genebra em 2003. A proposta não avançou e o novo serviço não foi criado. Esta dissertação analisa as contribuições às consultas públicas relativas à proposta do novo serviço a fim de proporcionar uma reflexão acerca das tendências e possíveis causas indicativas da opção pela não criação do SCD. _________________________________________________________________________________________________ ABSTRACTen
dc.description.abstractIn 2003, the National Telecommunications Agency – Anatel, launched a proposal for the creation of a new digital communications service, designated as SCD which would allow the access to digital networks and to the Internet would represent an effective State action towards the promotion of digital inclusion, citizenship, legal right to information access, provide social demands foreseen by the universalization law and would also accomplish the purposes established by the World Summit of Information Society held in Geneva in 2003. Nevertheless, the proposal did not succeded. This research analyses the comments and opinions expressed within the public consultations processes in an attempt to identify reasons, tendencies and causes that justify the decision not to create de new service.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titleEstudo empírico sobre a proposta do serviço de comunicações digitais - SCDen
dc.typeDissertaçãoen
dc.subject.keywordComunicação e tecnologiaen
dc.subject.keywordPolítica de telecomunicaçõesen
dc.subject.keywordProvedores de serviços da Interneten
Appears in Collections:FAC - Mestrado em Comunicação (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/11414/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.