RIUnB >
IH - Instituto de Ciências Humanas >
FIL - Departamento de Filosofia >
FIL - Programa de Pós-graduação  >
FIL - Mestrado em Filosofia (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10482/8668

Files in This Item:

File Description SizeFormat
2011_MuriloRochaSeabra.pdf851,12 kBAdobe PDFView/Open

Title: Porque não se deve interpretar as investigações de Wittgenstein : reflexões metafilosóficas contra a exegese acadêmica
Authors: Seabra, Murilo Rocha
Advisor: Cabrera, Julio
Keywords: Wittgenstein, Ludwig, 1889-1951
Filosofia austríaca
Issue Date: 27-Jun-2011
Submit Date: 27-Jan-2011
Citation: Seabra,Murilo Rocha. Porque não se deve interpretar as investigações de Wittgenstein: reflexões metafilosóficas contra a exegese acadêmica. 2011. 181 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: O trabalho que se segue não é o trabalho que eu gostaria de ter escrito. Ele é um trabalho que visa satisfazer exigências acadêmicas. Entretanto, utilizo Wittgenstein para expor meus próprios pensamentos (que aparecem mais claramente no apêndice). Espero mostrar aqui que as Investigações não trazem apenas os resultados de Wittgenstein, mas também os seus métodos. Espero mostrar também que Wittgenstein pretendia que eles pudessem ser usados para resolver problemas filosóficos diferentes dos problemas através dos quais ele apresentou-os. De fato, ele apresentou-os através dos problemas que o circundavam. Filosofar é identificar e atacar os problemas do seu próprio tempo e do seu próprio meio (cujos limites, entretanto, são difusos). Darei assim uma atenção especial ao começo das Investigações, tentando entender a referência que Wittgenstein faz no §48 ao método do §2 e tentando em seguida individuá-lo, para depois fazer o mesmo com os métodos dos §8, §9, §10 e §14, intimamente relacionados ao §2. A idéia é isolá-los dos problemas através dos quais foram apresentados justamente para mostrar que a afirmação de Wittgenstein no prefácio das Investigações de que ele queria “estimular alguém a pensamentos próprios” está em perfeita sintonia com o corpo do texto propriamente dito. Por fim, espero mostrar que, na visão de Wittgenstein, a aplicação sistemática dos seus métodos resultaria na aquisição de uma capacidade, a saber, a capacidade de filosofar (é ela que traz paz ao espírito). Assim, as Investigações podem de fato ser coerentemente descritas como um manual ou como um livro de exercícios.
Additional Information: Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Filosofia, 2011.
Appears in Collections:FIL - Mestrado em Filosofia (Dissertações)

Items in Repository are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Site Creative Commons Site Oaister Sítio IBICT Universidade de Brasília
About Repository  |  FAQ  |  Statistics |  Authorization Term
Copyright © 2008 MIT & HP. All rights reserved.