Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/7691
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_MariliaCarolineFreireCunha.pdf821,04 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Análise do processo de gestão de custos dos agentes que compõem a cadeia produtiva da cultura do sisal no estado da Paraíba
Autor(es): Cunha, Marília Caroline Freire
Orientador(es): Cavalcante, Paulo Roberto Nóbrega
Assunto: Contabilidade
Sisal (Fibra) - Paraíba
Data de publicação: 11-Mai-2011
Referência: CUNHA, Marília Caroline Freire. Análise do processo de gestão de custos dos agentes que compõem a cadeia produtiva da cultura do sisal no estado da Paraíba. 2010. 95 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis)-Programa Multiinstitucional e Inter-regional de Pós-graduação em Ciências Contábeis, UnB, UFPB, UFRN, João Pessoa-PB, 2010.
Resumo: O Brasil é o maior produtor mundial de Sisal e esta planta é produzida exclusivamente na região Nordeste, em especial nos estados da Bahia e da Paraíba, locais nos quais responde por geração de emprego e renda, principalmente, em localidades pobres, o que aumenta sua relevância no contexto socioeconômico. Assim sendo o presente estudo teve como objetivo analisar as adequações e inadequações, em termos de conceitos/instrumentos de custo/custeamento, encontradas no processo de gestão de custos dos agentes que compõem a cadeia produtiva da cultura do sisal no estado da Paraíba. Uma das justificativas para a realização do estudo é a constatação que a cultura vem apresentando baixa rentabilidade a seus agentes. Sendo o custo uma variável importante na composição da rentabilidade, é preciso esforços no sentido de maior compreensão para, em seguida, escolher-se um curso de ação, do ponto de vista de gestão, com maior eficácia sobre os custos. Tendo em vista o pouco que se conhece sobre custos na cadeia de produção do sisal, a pesquisa é classificada como exploratória e descritiva, sendo utilizada a pesquisa de campo com aplicação de questionário junto aos componentes de todos os elos da cadeia produtiva, obtendo uma amostra total de 86 respondentes. Para realizar as análises descritivas e estatísticas foi utilizado os softwares Excel 2003 e Eviews 5.0. Os resultados evidenciaram, dentre outros resultados, que a maior parte dos agentes da cadeia produtiva está concentrada nos cultivadores e desfibradores (95%). E tendo grande parte dos mesmos (83%) mais de 20 anos de atuação em atividades relacionadas a cultura do sisal. Além disso, constatou-se que 60% da cadeia produtiva não têm entendimento sobre custos, 76% não utilizam informações de custos em suas atividades e 96% disseram não utilizar ferramenta de apuração de custos. Os resultados evidenciaram que a compreensão dos conceitos/instrumentos de custo é precária ao longo da cadeia produtiva, notadamente no início, onde estão situados os cultivadores e desfibradores do sisal. Tal situação pode ser uma das razões da baixa rentabilidade verificada no segmento, o que serve, inclusive, como fator desmotivador para o exercício da atividade. Como conclusão, a pesquisa mostrou que as inadequações estão muito mais presentes que as adequações no que se refere ao entendimento dos conceitos/instrumentos de custo/custeamento na cadeia produtiva do sisal na Paraíba. Mas apesar das inadequações na gestão de custos pela maioria dos agentes e elos da cadeia produtiva, a cultura é responsável por benefícios sociais e econômicos para o estado bem como ambientais para o ecossistema necessitando assim de maior incentivo e atenção por parte da sociedade bem como por parte de órgãos governamentais. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The Brazil is globally the most producer of sisal, and it is produced exclusively in the Northeast Region, especially in States of Bahia and of Paraíba, places where respond for job and income generation, mainly in poor locations, making to increase its relevance in the socioeconomic context. So the present study had as objective to analyze the adaptations and inadequacies, in terms of concepts/instruments cost/costing, found in the process of management of costs of the agents that compose the productive chain of the culture of the sisal in the State of Paraíba. One of the justifications for the study is the finding that the culture is presenting low profitability to their agents. Cost is an important variable in the composition of profitability, we must work towards greater understanding for, then pick up a course of action, from the standpoint of management, with greater efficiency on costs. Considering how little is known about costs in the production of sisal, the research is classified as exploratory and descriptive, being used the field research with a questionnaire application with the components of all links of the productive chain, obtaining a total sample of 86 respondents. To accomplish the descriptive and statistical analyses, it was used the softwares Excel 2003 and Eviews 5.0. The results evidenced, among other results, that most of the productive chain is concentrated in the cultivators and shreddings (95%). And with great part of their agents (83%) more than 20 years of performance in activities related to the culture of the sisal. Besides 60% of the productive chain don’t have understanding on costs, 76% don’t use information of costs in their activities and 96% said they don’t use tool of counting of costs. The results showed that the understanding of concepts/instruments of costs along the production chain, especially in the beginning, where growers are located and shredders sisal. Such a situation may be one reason for the low profitability observed in the segment, which serves even as a demotivating factor for the performance of the activity. In conclusion, this study shows that gaps are much more present than the adjustments with regard to the understanding of concepts/instruments of cost/costing the production chain of sisal in Paraíba. But in spite of the inadequacies of management of costs for most of the agents and links of the productive chain, the culture is responsible for social and economical benefits for the State of Paraíba, and environmental for the ecosystem, needing larger incentive and attention on the part of the society, as well as on the part of government organs.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Departamento de Ciências Contábeis, Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, 2010.
Aparece nas coleções:CCA - Mestrado em Ciências Contábeis (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.