Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/35454
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_ThyegoPeryMonteirodeLima.pdf2,53 MBAdobe PDFView/Open
Title: Regime de umidade em um substrato revegetado com lodo de esgoto no Distrito Federal
Authors: Lima, Thyego Pery Monteiro de
Orientador(es):: Corrêa, Rodrigo Studart
Assunto:: Recuperação de áreas degradadas
Carbono orgânico
Lodo de esgoto
Regime de umidade do solo
Issue Date: 16-Sep-2019
Citation: LIMA, Thyego Pery Monteiro de. Regime de umidade em um substrato revegetado com lodo de esgoto no Distrito Federal. 2019. 97 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais)—Universidade de Brasília, Planaltina, 2019.
Abstract: O levantamento de áreas mineradas no Distrito Federal (DF) revelou a existência de 2.630 hectares explorados pela mineração e desprovidos de cobertura vegetal em 2015. A recuperação dessas áreas geralmente envolve a incorporação de uma fonte de matéria orgânica e nutrientes aos substratos minerados para reconstrução de um ambiente edáfico capaz de proporcionar o crescimento de plantas. No DF, o lodo de esgoto é utilizado nesse processo. Porém, as consequências dessa prática não estão totalmente compreendidas. Estudos constataram que substratos revegetados com lodo de esgoto no DF acumulam carbono orgânico ao longo do tempo, resultando em teores duas vezes mais altos em relação aos medidos em solos sob florestas na mesma região. Menos de 35% desse carbono orgânico nos substratos revegetados eram originários do lodo de esgoto inicialmente incorporado. A saturação por água por longos períodos é um dos fatores que pode explicar esse fenômeno. Nesse sentido, é necessário compreender o regime de umidade em substratos revegetados no Cerrado e, principalmente, entender se o comportamento da umidade favorece o acúmulo de carbono orgânico nesses materiais. Diante disso, o presente trabalho teve como objetivo verificar se o regime de umidade de um substrato de mineração revegetado com lodo de esgoto no Distrito Federal apresenta requisitos para proporcionar o acúmulo de carbono orgânico. Para isso, realizou-se a caracterização de um substrato minerado exposto, um substrato revegetado com lodo de esgoto e um solo sob Cerrado strictu sensu. Foram mensuradas as seguintes variáveis: densidade aparente, granulometria, condutividade hidráulica na saturação, teor de água à capacidade de campo e ponto de murcha permanente, porosidade total, microporosidade, macroporosidade e resistência mecânica à penetração. Posteriormente, determinou-se o teor de água desses materiais ao longo da estação chuvosa de 2017/2018 e a tensão com que a água estava retida. Foi constatado que o substrato subsuperficial, o substrato revegetado e o solo sob Cerrado apresentam comportamentos distintos quanto à umidade. Ficou evidenciado que o substrato subsuperficial, localizado abaixo do substrato revegetado está submetido a um regime prolongado de alta umidade e apresenta condições que favorecem o acúmulo de carbono
Abstract: The survey of mined areas in the Federal District (DF) revealed the existence of 2,630 ha exploited by mining activities and not covered by vegetation in 2015. The recovery of these areas usually involves the incorporation of an organic matter and nutrients source to the mined substrates for reconstruction of an edaphic environment capable of providing plant growth. In the DF, sewage sludge is used in this process. However, the consequences of this practice are not fully understood. Studies have found that substrates revegetated with sewage sludge in the DF accumulate organic carbon through the time, resulting in levels twice as high as those measured in soils under forests in the same region. Less than 35% of this organic carbon are from sewage sludge incorporation. Water saturation for long periods is one of the factors that may explain this phenomenon. In this sense, it is necessary to understand the moisture regime in revegetated substrates in the Cerrado and, especially, if the moisture regime favors the accumulation of organic carbon in these materials. Therefore, the present study aimed to verify whether the moisture regime of a mined substrate revegetated with sewage sludge in the Federal District presents requirements to provide the accumulation of organic carbon. For this, we performed the characterization of an exposed mined substrate, a revegetated substrate with sewage sludge and a soil under strictu sensu Cerrado. The following variables were measured: bulk density, granulometry, hydraulic conductivity at saturation, water content at field capacity and permanent wilting point, total porosity, microporosity, macroporosity and mechanical resistance to penetration. Subsequently, the water content of these materials was determined along the rainy season of 2017/2018 as well as the water tension. It was found that the subsuperfical substrate, the revegetated substrate and the soil under Cerrado are distinct materials regarding the moisture regime. It was evidenced that the subsuperficial substrate, which is below the revegetated substrate, was subjected to a prolonged high moisture regime and presents conditions that favor the accumulation of organic carbon.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Planaltina , Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais, 2019.
Appears in Collections:FUP - Mestrado em Ciências Ambientais

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/35454/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.