Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/34487
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_PedroHenriqueBarbosaDuartePintodeLima.pdf434,46 kBAdobe PDFView/Open
Title: Entre Winnicott e Michel Henry, confluências para uma clínica corpopropriada
Authors: Lima, Pedro Henrique Barbosa Duarte Pinto de
Orientador(es):: Tafuri, Maria Izabel
Assunto:: Psicoterapia
Desenvolvimento humano
Afetividade
Psicanálise
Corpo
Issue Date: 29-Apr-2019
Citation: LIMA, Pedro Henrique Barbosa Duarte Pinto de. Entre Winnicott e Michel Henry, confluências para uma clínica corpopropriada. 2018. 73 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Abstract: Este trabalho investiga o corpo do analista na clínica, a partir da contribuição de Michel Henry para a clínica psicoterapêutica. Para tanto, são abordados alguns aspectos da teoria de Donald Woods Winnicott e de Michel Henry. Tal aproximação é motivada pela maneira como o olhar e o fazer clínico são afetados à medida que se deixam transformar pela vida presente, tanto no paciente quanto no terapeuta, aprofundando o potencial transformador dessa relação. Usaremos a teoria winnicottiana como base para falar do sujeito, e a filosofia henryana como aporte epistemológico. Discorrendo sobre as condições da vida que permitem o início do processo terapêutico propomos que a clínica deve considerar os afetos como base da relação psicoterapêutica.
Abstract: This work investigates the body of the analyst in the clinic, from the contribution of Michel Henry to the psychotherapeutic clinic. To do so, some aspects of the theory of Donald Woods Winnicott are approached, besides the thought of Michel Henry himself. Such an approach is motivated by the way clinical view and practice are affected as they are transformed by the present life, both in the patient and the therapist, deepening the transformative potential of this relationship. We will use the Winnicottean theory as the basis for talking about the subject, and the Henryan philosophy as an epistemological support. Speaking about the conditions of life that allow the beginning of the therapeutic process, we propose that the clinic should consider affections as the basis of the psychotherapeutic relationship.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2018.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PCL - Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/34487/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.