Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/33239
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_AnaFláviadeAndradeFerraz.pdf3,91 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A poética da dor : narrativas trágicas no cinema de Pedro Costa
Outros títulos: The poetics of pain : tragic narratives in Pedro Costa‘s cinema
La poética del dolor : trágicas narrativas en el cine de Pedro Costa
Autor(es): Ferraz, Ana Flávia de Andrade
Orientador(es): Sá, Sérgio Araújo de
Assunto: Tragédia
Cinema contemporâneo
Costa, Pedro, 1959- crítica e interpretação
Data de publicação: 20-Dez-2018
Referência: FERRAZ, Ana Flávia de Andrade. A poética da dor: narrativas trágicas no cinema de Pedro Costa. 2018. 206 f., il. Tese (Doutorado em Comunicação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.
Resumo: A presente pesquisa se propõe a analisar as possibilidades do trágico no cinema contemporâneo, repensando as fronteiras entre a tragédia e o trágico que, embora em alguns momentos se apresentem borradas – demonstrando a inexistência do segundo sem sua forma objetiva–, em outros se delimitam mais fortemente, sugerindo um caminho autônomo para as narrativas trágicas. Desta forma, refletimos, por meio da análise da obra do cineasta português Pedro Costa, sobre a possibilidade da manifestação da tragédia na arte cinematográfica contemporânea. Para incursionar neste terreno buscamos referência tanto no texto canônico de Aristóteles quanto nos estudos mais atuais sobre o trágico e a tragédia, especialmente nas obras de Lesky (2010), Vernant (2001), Szondi (2004), Hauser (1994), Eagleton (2013), Williams (2002) e outros. A partir das observações promovidas por esses teóricos, nos aprofundamos sobre as questões trágicas da obra do cineasta português, na qual a tragédia é fruto da experiência social, política e econômica. Nela, a tragicidade se dá por meio da desigualdade, da injustiça e das privações geradas pela sociedade atual, o que permite lançar um olhar sobre a construção do herói trágico atual e sua dor, em uma narrativa onde já não há mais lugar para deuses nem oráculos, abrindo possibilidades para a revelação do ser humano a partir de suas tragédias pessoais. Para isso, combinou-se o estudo da trajetória do cineasta e de sua poética nas obras do Ciclo das Fontainhas: Ossos, No quarto da Vanda, Juventude em marcha e Cavalo Dinheiro.
Abstract: The purpose of this paper is to analyze the possibilities of the tragic in contemporary cinema, rethinking the frontiers between the tragedy and the tragic. Although such frontiers are at times blurred – which demonstrates the inexistence of the tragic without its objective form –, sometimes they are more strongly demarcated, suggesting an autonomous path for tragic narratives. Accordingly, by analyzing the work of the Portuguese filmmaker Pedro Costa, we reflect on the possibility of the manifestation of tragedy in contemporary cinematic arts. We use, as theoretical foundation, both Aristotle‘s canonic texts, and more current studies on the tragic and the tragedy, specially by Lesky (2010), Vernant (2001), Szondi (2004), Hauser (1994), Eagleton (2013) and Williams (2002). By analyzing such theorists, we expand our investigations into the tragic issues in Costa‘s work, in which tragedy is the product of social, political and economic experience. In the tragedy, the tragic happens through inequality, injustice and hardships generated by the current society, which makes it possible to examine the construction of the present-day tragic hero and his pain, in a narrative where there is no longer a place for gods or oracles. Thus, it opens possibilities for the revelation of human beings through their personal tragedies. For such purpose, we combine the study of the Portuguese filmmaker‘s professional career and his poetics, in Ciclo das Fontainhas: Ossos, No quarto da Vanda, Juventude em marcha and Cavalo Dinheiro.
Resumen: La presente investigación se propone analizar las posibilidades de lo trágico en el cine contemporáneo, repensando las fronteras entre la tragedia y lo trágico que, aunque en algunos momentos se presenten difusas - demostrando la inexistencia del segundo sin su forma objetiva – en otros se delimitan más fuertemente, sugiriendo un camino autónomo para las narrativas trágicas. De esta forma, reflexionamos, por medio del análisis de la obra del cineasta portugués Pedro Costa, sobre la posibilidad de la manifestación de la tragedia en el arte cinematográfico contemporáneo. Para incursionar en este terreno, buscamos referencia tanto en el texto canónico de Aristóteles como en los estudios más actuales sobre lo trágico y la tragedia, especialmente en las obras de Lesky (2010), Vernant (2001), Szondi (2004), Hauser (1994), Eagleton (2013), Williams (2002), entre otros. A partir de las observaciones realizadas por esos teóricos, nos profundizamos sobre las cuestiones trágicas de la obra del cineasta portugués, en la que la tragedia es fruto de la experiencia social, política y económica. En ella, la tragicidad se produce mediante la desigualdad, la injusticia y las privaciones generadas por la sociedad actual, lo que permite echar una mirada sobre la construcción del héroe trágico actual y su dolor, en una narrativa donde ya no queda más lugar para dioses ni oráculos, abriendo posibilidades para la revelación del ser humano a partir de sus tragedias personales. Para eso, se combinó el estudio de las trayectorias del cineasta y de su poética en las obras del Ciclo das Fontainhas: Ossos, No quarto da Vanda, Juventude em marcha e Cavalo Dinheiro.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-graduação em Comunicação, 2018.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FAC - Doutorado em Comunicação (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.