RIUnB >
07. FAC - Faculdade de Comunicação >
FAC - Programa de Pós-graduação >
FAC - Mestrado em Comunicação (Dissertações) >

Utilize este link para identificar ou citar este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/22917

Arquivos neste item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
2016_LorenaSilvaBicalhoRodrigues.pdf1,35 MBAdobe PDFver/abrir

Título: Memórias e experiências de mães : uma análise semiótica
Autor(es): Rodrigues, Lorena Silva Bicalho
Orientador(es): Duarte, Pedro David Russi
Assunto: Semiótica
Self (Psicologia)
Pragmatismo
Mulheres
Mães e filhos
Data de publicação: 15-Mar-2017
Data de defesa: 5-Dez-2016
Referência: RODRIGUES, Lorena Silva Bicalho. Memórias e experiências de mães: uma análise semiótica. 2016. 106 f., il. Dissertação (Mestrado em Comunicação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: Esta dissertação trata dos processos de formação de sentido do/no self das mulheres a partir do momento em que se tornam mães. Nesse sentido, busca-se entender os movimentos da memória para um reposicionamento das mulheres por meio do que compreendem sobre o conceito de mãe. A questão-problema que se coloca é a seguinte: como o self mãe cria forma? Na procura por respostas e caminhos possíveis, são entrevistadas 15 mães e 5 mulheres sem filhos a fim de se entender os processos de inquirição que as permitem viverem na nova situação, após o nascimento do(a) filho(a). Esta investigação traz como metodologia de análise o Pragmaticismo, desenvolvido para tornar os conceitos claros. Nas falas das entrevistadas e, também, em conversas do dia-a-dia, procura-se por hábitos comuns referentes à concepção do que é ser mãe no Brasil. Compreende-se, a partir de Peirce (1878), que os significados das coisas no mundo encerram-se nos hábitos que elas produzem.
Abstract: This dissertation deals with the meaning’s formations in the women’s self from the moment they become mothers. In this sense, it is sought to understand the memory’s movements for a repositioning of women from what they understand about the concept of mother. The problem question that arises is this: how does the mother self creat form? In the search for possible answers and paths, 15 mothers and 5 childless women are interviewed in order to understand the processes of inquiry that allow them to live in the new situation, after the child’s birth. This research brings the Pragmaticism as a methodology of analysis, which was developed to clear concepts. In the interviewees' speeches, and also in everyday conversations, one looks for common habits regarding the conception of what it is to be a mother in Brazil. It is understood, from Peirce (1878), that the meanings of things in the world are enclosed in the habits they produce.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-graduação em Comunicação Social, 2016.
Licença : A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece na Coleção:FAC - Mestrado em Comunicação (Dissertações)

Todos os itens no repositório estão protegidos por copyright. Todos os direitos reservados.

 

Site Creative Commons Site Oaister Sítio IBICT Universidade de Brasília
Sobre o Repositório  |  FAQ  |  Estatísticas |  Termo de Autorização do Autor
Copyright © 2008 MIT & HP. Todos os direitos reservados.