Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/19878
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_LuísadeAzevedoNazareno.pdf302,79 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Desigualdades regionais de renda no Brasil : potencial de queda por meio da educação
Outros títulos: Regional income inequalities in Brazil : potential drop through education
Autor(es): Nazareno, Luísa de Azevedo
Orientador(es): Medeiros, Marcelo
Assunto: Desigualdade de renda
Desigualdade social
Educação
Convergência
Data de publicação: 7-Abr-2016
Referência: NAZARENO, Luísa de Azevedo. Desigualdades regionais de renda no Brasil: potencial de queda por meio da educação. 2016. 54 f., il. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: O Brasil apresenta elevadas desigualdades regionais de renda, as quais podem ser explicadas, em grande medida, por diferenciais de salários. Dada a alta correlação entre salários e anos de estudo, bem como a defasagem escolar do Norte e do Nordeste em relação ao Centro-Sul, ganha força a hipótese de que as desigualdades regionais de renda poderiam ser reduzidas por meio de investimentos em educação nas regiões mais pobres. O presente trabalho testa tal hipótese, utilizando como técnica a decomposição de Juhn, Murphy e Pierce (1993) Os principais resultados indicam que, em termos proporcionais, as diferenças nas respostas às características dos indivíduos (parâmetros), são as parcelas mais importantes para explicar os diferenciais em remuneração entre todas as regiões e o Sudeste, com exceção do Centro-Oeste. Com isso, investir em educação sem alterar as respostas regionais teria um impacto limitado sobre as desigualdades regionais.
Abstract: Brazil is known by its great regional income inequalities, which can be largely explained by wage differentials. Due the high correlation between wages and education, and the education gap between the poorest regions (North and Northeast) and the richer (Southeast), the hypothesis that regional income inequalities could be reduced through investments in education in Brazil’s poorest regions becomes widely spread. This paper aims to test such hypothesis, using as technique the decomposition of Juhn, Murphy and Pierce (1993). The main results indicate that, in proportional terms, the differences between responses to individual characteristics (prices) are the most important explanations for the differences between mean wages among regions. Thus, investing in education without changing regional prices would have a limited impact on reducing regional inequalities.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional, 2016.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2016.02.D.19878
Aparece nas coleções:PPGDSCI - Mestrado em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.