Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/19328
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_JoseMuriloRocha.pdf2,12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Os aspectos objetivos e subjetivos da segurança em turismo de aventura
Autor(es): Rocha, José Murilo
Orientador(es): Brasileiro, Iara Lúcia Gomes
Assunto: Turismo de aventura
Segurança
Vôo livre
Surfe
Cicloturismo
Normatização
Data de publicação: 26-Jan-2016
Data de defesa: 5-Mar-2015
Referência: ROCHA, José Murilo. Os aspectos objetivos e subjetivos da segurança em turismo de aventura. 2015. Dissertação (Mestrado Profissional em Turismo)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Há alguns anos a atividade de turismo de aventura vem crescendo no Brasil. Atualmente o turismo de aventura está amplamente disseminado no Brasil e uma grande variedade de empresas e prestadoras de serviços se estabeleceu em todo território nacional. Com o crescimento do setor, o debate com relação à segurança nessas atividades também tem sido fomentado. Desta forma, a proposta nesta pesquisa é estudar a segurança no turismo de aventura sob o ponto de vista objetivo e também sob a ótica subjetiva. A questão principal a ser investigada neste trabalho, é a resposta à seguinte pergunta: O que é segurança em turismo de aventura? Um sentimento? Uma realidade externa proporcionada pela existência de infraestrutura adequada, ou os dois aspectos? Desta forma, o presente trabalho tem como objetivo principal pesquisar o turismo de aventura, mais especificamente as atividades de voo de parapente, o surfe e o cicloturismo, no que se refere à questão da segurança, tanto a que aqui foi chamada de objetiva, referindo-se aos aspectos externos à pessoa do turista, quanto a que aqui foi chamada de subjetiva, referindo-se ao turista em si, seu sentimento de segurança, como viu a questão do risco e suas emoções, como as expressava.
Abstract: Already a few years the adventure tourism activity is growing in Brazil. Currently adventure tourism is widespread in Brazil and a wide variety of companies and service providers has established nationwide. With the growth of the sector, the debate about the safety in these activities has been fostered too. Thus, the proposal in this research is to study the safety in adventure tourism in the objective point of view and also from the perspective subjective. The main question to be investigated in this work is the answerer for the following question: What is safety in adventure tourism? A feeling? An external reality through the existence of adequate infrastructure, or Both aspects? Thus, this study aims to search the adventure tourism, specifically the paragliding flight activities, surfing and cycling, as regards the issue of security, both what has been called the objective, referring to the external aspects of tourist person, as to what has been called subjective, referring the tourist himself, his sense of security, as he saw the issue of risk and emotions, as expressed.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Excelência em Turismo, 2015.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.03.D.19328
Aparece nas coleções:CET - Mestrado Profissional em Turismo (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.