Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/994
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EVENTO_ModeloComunicacaoExtensiva.pdf113,43 kBAdobe PDFView/Open
Title: O modelo de comunicação extensiva e as implicações no contexto da comunicação científica : metodologia para mensuração de indicadores do formato eletrônico em rede
Authors: Simeão, Elmira
Assunto:: Comunicação extensiva
Comunicação científica
Documentos eletrônicos
Comunicação em rede
Hipertextualidade
Interatividade
Hipermidiação
Issue Date: Apr-2006
Citation: SIMEÃO, Elmira. O modelo de comunicação extensiva e as implicações no contexto da comunicação científica: metodologia para mensuração de indicadores do formato eletrônico em rede. In: CONFERÊNCIA IBEROAMERICANA DE PUBLICAÇÕES ELETRÔNICAS NO CONTEXTO DA COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA, 1., 2006, Brasília. Anais... Brasília: Universidade de Brasília, 2006.
Abstract: O conceito de comunicação extensiva se evidencia atualmente nas experiências relacionadas à comunicação e ao tratamento da informação digital, notadamente no contexto da Internet. Esse processo de migração de dados para o formato eletrônico tem provocado um conflito nas formas de produção, com práticas que oscilam entre o modelo de comunicação para suportes estáticos e aquele possível no contexto de redes interativas. Por coexistirem no tempo e no espaço, muitas vezes no mesmo suporte, os formatos se misturam, mas não proporcionam a mesma ação comunicativa. No âmbito da comunicação científica, por exemplo, a transposição dos métodos de produção e legitimação dos periódicos eletrônicos reflete o conflito na interação entre a tecnologia e o conhecimento registrado, causando alterações na estrutura do documento. O reconhecimento das publicações primárias como prioritárias à comunidade científica, em destaque os periódicos, faz com que versões eletrônicas destes documentos, bem como suas normas e procedimentos operacionais, sejam usados como uma matriz orientadora para a compreensão do modelo extensivo de comunicação, possivelmente observável em qualquer tipo de documento. A pesquisa descreve as características tradicionais de produção e legitimação dos periódicos científicos, identificando as modificações nas versões em rede, sendo possível estabelecer, posteriormente, indicadores de um modelo (extensivo) de comunicação. O método apresenta a possibilidade da mensuração dos atributos específicos (puros) do formato eletrônico, utilizados na produção dos periódicos eletrônicos em rede, adaptáveis a qualquer tipo de documento. As tabelas desenvolvidas neste trabalho demonstram que é possível estabelecer regras para o entendimento parcial de um fenômeno quando ainda não se sabe ao certo sua configuração, no caso, o formato eletrônico de um tipo específico de publicação. Os indicadores de interatividade, hipertextualidade e hipermidiação revelaram as características do formato eletrônico e foram construídos a partir do agrupamento de variáveis específicas, mostrando o dimensionamento de características qualitativas. Antes, no entanto, foi necessário analisar o perfil dos periódicos eletrônicos descrevendo resultados gerais dessas variáveis para reuni-las de forma coerente para entender a Interatividade, a hipertextualidade e a hipermidiação, características específicas do formato eletrônico e geradoras do processo de comunicação extensiva.
Appears in Collections:FCI - Trabalhos apresentados em eventos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/994/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.