Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/9592
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_IsabelaMariaPereiraGonçalves.pdf1,25 MBAdobe PDFView/Open
Title: Produtividade e reação de progênies de maracujazeiro azedo a doenças em campo e casa de vegetação
Authors: Gonçalves, Isabella Maria Pereira
Orientador(es):: Peixoto, José Ricardo
Junqueira, Nilton Tadeu Vilela
Assunto:: Passiflora edulis
Produtividade
Resistência
Plantas - doenças e pragas
Issue Date: 16-Nov-2011
Citation: GONÇALVES, Isabella Maria Pereira. Produtividade e reação de progênies de maracujazeiro azedo a doenças em campo e casa de vegetação. 2011. 121 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: O maracujazeiro representa uma importante frutífera para o Brasil, tendo em vista a posição de destaque ocupada pelo país no que concerne a produção mundial de frutas. Entretanto, a expansão da cultura tem enfrentado problemas como a escassez de bons materiais e o manejo inadequado, que restringem o aumento da produção ao ocasionarem baixo rendimento e qualidade dos frutos. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a produtividade e a reação de progênies de maracujazeiro azedo a antracnose (Colletotrichum gloeosporioides) e verrugose (Cladosporium sp.) em casa de vegetação; e à virose do endurecimento dos frutos (CABMV - Cowpea aphid-borne mosaic virus/PWV - Passion fruit woodiness virus) em campo. O experimento foi conduzido na Fazenda Água Limpa, Universidade de Brasília, tendo como delineamento experimental blocos casualizados com 26 tratamentos e quatro repetições, sendo a parcela útil constituída por oito plantas. As progênies avaliadas foram: YM FB200, YM FB100, MSCA, Rubi Gigante, Redondão, Roxo Australiano, PES 9, EC-3-0, ECL-7, BRS Gigante Amarelo, MAR20#12, MAR20#10, MAR20#41, MAR20#40, MAR20#24, MAR20#2005, MAR20#39, MAR20#1, MAR20#15, MAR20#44, MAR20#19, MAR20#06, MAR20#29, MAR20#34, MAR20#21 e MAR20#49. As variáveis analisadas após 56 colheitas foram: produtividade estimada (Kg/ha), massa média de frutos (g), número de frutos por hectare e coloração da casca (amarelo, rosa e roxo). Para avaliação da reação das progênies ao CABMV/PWV foram realizadas análises em folhas para determinação dos índices de severidade e incidência, no período de maio a agosto de 2009. No estudo da reação das progênies às doenças antracnose e verrugose, foram realizadas seis avaliações em folhas para determinação dos índices de severidade e incidência, no período de maio a agosto de 2010. A progênie MAR20#15 obteve a maior produtividade total estimada (32.762 kg/ha). O maior número de frutos por hectare foi observado em MAR20#49 (379.765 frutos/ha). A progênie MAR20#15 obteve a maior produtividade total estimada de frutos amarelos (29.757 kg/ha). O maior número de frutos dessa coloração por hectare foi verificado em MAR20#49 (356.708 frutos/ha). Avaliando-se a massa média dos frutos de acordo com o diâmetro equatorial e a cor, observou-se, entre aqueles classificados como 2A de coloração amarela, que as progênies MAR20#49 e YM FB100 destacaram-se das demais, com massa média de 226 g. Para os frutos classificados como 3A de coloração amarela, a maior massa média ocorreu em MAR20#06 (325 g). Com relação à reação das progênies ao CABMV/PWV, MAR20#40, MAR20#49 e YM FB100 foram consideradas suscetíveis. As demais foram consideradas moderadamente resistentes. No experimento de antracnose, todas as progênies foram classificadas como altamente suscetíveis às doenças. Na avaliação de severidade e incidência de verrugose, a maioria das progênies comportou-se como suscetível ou altamente suscetível. As progênies MAR20#39 B, MAR20#41 B, MAR20#39 A, YM FB200 A, YM FB200 C, MAR20#19 B, MAR20#19 A, MAR20#24, MSCA B, ECL-7 e MAR20#21 A comportaram-se como moderadamente resistentes. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Passion fruit is an important culture in Brazil, in view of the prominent position occupied by the country concerning global fruit production, especially passion fruit. However, the expansion of the culture has faced problems such as shortage of good materials and inadequate management, which restrict the increase of production by causing low productivity and fruit quality. This study aimed to evaluate the productivity and reaction of sour passion fruit progenies to anthracnose (Colletotrichum gloeosporioides) and scab (Cladosporium sp.) under greenhouse conditions, and to CABMV - Cowpea aphid-borne mosaic virus/PWV - Passion fruit woodiness virus under field conditions. The experiment was developed at Fazenda Água Limpa, in University of Brasília, designed with randomized blocks containing 26 treatments and four replications, and useful portion consisting of eight plants. Sour passion fruit progenies evaluated were: YM FB200, YM FB100, MSCA, Rubi Gigante, Redondão, Roxo Australiano, PES 9, EC-3-0, ECL-7, BRS Gigante Amarelo, MAR20#12, MAR20#10, MAR20#41, MAR20#40, MAR20#24, MAR20#2005, MAR20#39, MAR20#01, MAR20#15, MAR20#44, MAR20#19, MAR20#06, MAR20#29, MAR20#34, MAR20#21 and MAR20#49. After 56 crops, variables analyzed were: estimated productivity (kg/ha), average fruit mass (g), number of fruits per hectare and peel color (yellow, pink and purple). To assess the progenies reaction to CABMV/PWV, leaves were analyzed between May and August 2009, to determine severity and incidence rates. To evaluate progenies reaction to scab and anthracnose, six evaluations were carried out on leaves to determine severity and incidence rates, between May and June 2010. Progeny MAR20#15 had the highest estimated total productivity (32.762 kg/ha). The largest number of fruits per hectare was observed in MAR20#49 (379.765 fruits/ha). Progeny MAR20#150 obtained the highest estimated productivity for yellow fruits (29.757 kg/ha). The greatest fruit number per hectare for that color was observed in progeny MAR20#49 (356.708 fruits/ha). Evaluating average fruit mass according to equatorial diameter and color, among yellow fruits classified as 2A, MAR20#49 and YM FB100 differed from the others, with average mass of 226 g. Among yellow fruits classified as 3A, the largest average mass was observed in MAR20#06 (325 g). Regarding reaction of passion fruit progenies to CABMV/PWV, MAR20#40, MAR20#49 and YM FB100 were classified as susceptible to that disease. All other progenies were moderately resistant. In evaluation of reaction to anthracnose, all progenies were classified as highly susceptible. Assessing severity and incidence of scab, most progenies were classified as susceptible or highly susceptible. Progenies MAR20#39B, MAR20#41 B, MAR20#39 A, YM FB200 A, YM FB200 C, MAR20#19 B, MAR20#19 A, MAR20#24, MSCA B, ECL-7 e MAR20#21 A were classified as moderately resistant.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2011.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Agronomia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/9592/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.