Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/8903
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_MarcioSousaJeronimo.pdf1,54 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeitos da L-Arginina na cicatrização de feridas operatórias de camundongos imunissuprimidos, obesos e diabéticos
Authors: Jerônimo, Márcio Sousa
Orientador(es):: Bocca, Anamélia Lorenzetti
Assunto:: Cicatrização de feridas
Imunologia clínica
Issue Date: 4-Jul-2011
Citation: JERÔNIMO, Márcio Sousa. Efeitos da L-Arginina na cicatrização de feridas operatórias de camundongos imunissuprimidos, obesos e diabéticos. 2010. 71 f. il. Dissertação (Mestrado em Patologia Molecular)-Universidade de Brasíla, Brasília, 2010.
Abstract: A cicatrização de ferida é um mecanismo coordenado e regulado por que envolve mediadores solúveis e insolúveis da resposta imunitária. Certas condições são conhecidamente comprometedoras desse mecanismo. A obesidade, diabetes e a imunossupressão interferem em mecanismos chaves do reparo e fazem que este seja comprometido no final. Animais sadios, imunossuprimidos, diabéticos ou obesos foram submetidos a confecção de uma ferida de primeira e segunda intenção no dorso e tratados com L-Arginine topicamente dutrante 5, 7 e 10 dias pós operação. O tecido foi retirado e feito análises histopatológicas e RT-PCR em tempo real para se determinar o quadro de evolução da ferida. A análise estatística foi feita pelo teste T. Nosso trabalho revelou que o uso tópico da L-Arginina em feridas de primeira e segunda intenção melhorou o processo de cicatrização por aumentar a produção de TGF-β e citocinas da fase inflamatória TNF-α e IL1-β. A L-Arginina parece ser uma boa alternativa para o auxílio no reparo de feridas em condições que mecanismos de cicatrização está comprometida. Nosso trabalho abre perspectivas para estudos que envolvam novas formulações e associações que tenham como base esse aminoácido. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The wound healing is a coordinated and regulated mechanism that involves soluble mediators and insoluble immune response. Certain conditions are known to compromising the mechanism. Obesity, diabetes and immunosuppression interfere in key mechanisms of repair and do it to be compromised in the end. Healthy animals, immunosuppressed, diabetic or obese underwent construction of a wound from the first and second intention in the back and treated with L-Arginine topically dutrante 5, 7 and 10 days post operation. The tissue was removed and was the histopathological analysis and RT-PCR in real time to determine the framework of evolution of the wound. Statistical analysis was performed by the test T. Our work showed that the topical use of L-arginine in wounds of first and second intention improved the healing process by increasing the production of TGF-β and cytokines in the inflammatory TNF-α and IL1-β. L-Arginine appears to be a good alternative to aid in wound repair mechanisms in conditions that healing is compromised. Our work opens up perspectives for studies involving new formulations and associations that are based on this amino acid.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2010.
Appears in Collections:FMD - Mestrado em Patologia Molecular (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8903/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.