Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/8752
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_ErikaHothBotelhoSathler.pdf562,66 kBAdobe PDFView/Open
Title: Estratégias de polidez utilizadas por brasileiros em situações de elogio : um estudo sociointeracional
Authors: Sathler, Erika Hoth Guerra
Orientador(es):: Oliveira, Cibele Brandão de
Assunto:: Estratégias de polidez
Situações de elogio
Contextos interacionais e socioculturais
Issue Date: 29-Jun-2011
Citation: SATHLER, Erika Hoth Botelho. Estratégias de polidez utilizadas por brasileiros em situações de elogio: um estudo sociointeracional. 2011. 116 f. Dissertação (Mestrado em Liguística)-Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: A polidez, presente no dia a dia das interações sociais, é vista como forma de harmonizar as interações sociais, mostrar preocupação com o outro e propiciar a cooperação interacional mútua entre os interagentes. Esta pesquisa se situa no âmbito da sociolinguística interacional – com contribuições da pragmática, da análise do discurso e da análise da conversação – e tem como objetivo geral investigar como as estratégias de polidez são utilizadas por interagentes brasileiros em situações de elogios. O estudo se baseia principalmente na teoria da polidez desenvolvida por Brown e Levinson (1987) e nos princípios pragmáticos propostos por Leech (1983). Para esta pesquisa, foram estudados eventos festivos com número pequeno de participantes, de 4 a 10 pessoas. O estudo se vale da tradição etnográfica. Como técnicas de geração de dados, foram utilizadas a observação participante, as notas de campo e o grupo focal. Como principais estratégias de esquiva utilizadas pelos colaboradores, apontam-se o uso de elementos cinésicos, como expressões faciais e risos; e prosódicos, como alongamento de vogais, modalização e aceleração de emissão vocal. Foram avaliados contextos em que os elogios constituíam atos de ameaça à faces e atos de valorização de faces. Foram observadas também diferenças nas estratégias interacionais entre as diferentes gerações estudadas. As mais velhas fizeram maior uso de estratégias de valorização de faces e intensificadores nessas ações e maior uso de estratégias de esquiva como resposta a essas. As gerações mais novas, por sua vez, utilizaram menos estratégias de valorização de faces e menos intensificadores. Espera-se que esta análise interacional possa contribuir para o desenvolvimento teórico de aspectos relativos à cognição social, à linguagem, aos estudos culturais e, particularmente, para a caracterização e melhor compreensão do português do Brasil quanto à seleção de estratégias de polidez relacionadas ao contexto sociocultural. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Politeness, present in the everyday of social interactions, is seen as a way to harmonize social interactions, show concern to others, promote international cooperation between the agents. The present study was conducted within an interactional sociolinguistic framework – with contributions from pragmatics, discourse analysis and conversational analysis – and has as its goal investigate the different politeness strategies used by Brazilian agents when they're praised. The study is based mainly in the Politeness Theory developed by Brown and Levinson (1987) and in The Principles of Pragmatics proposed by Leech (1983). For this research, festive events with a small number of participants were studied, ranging from 4 to 10 people. The study is part of the ethnographic tradition. With techniques of data generation, participant observation, field notes and a focal group were used. Among the main hedge strategies used by the collaborators, we found kinesic elements, such as facial expressions and smiles; and prosody, such as vowel elongation, modalization and acceleration of vocal emission. Contexts in which praises constituted face threats and face appreciation were evaluated. Differences in international strategies between the different generations studied were also observed. The older generations used more face appreciation strategies and intensifiers in these actions and more frequent use of hedge strategies in response. The younger generations, however, used less face appreciation strategies and less intensifies. It's expected that the present interational analysis may contribute to the theoretical development of aspects related to social cognition, language, social studies and, particularly, to the characterization and better comprehension of Brazilian Portuguese regarding the selection of politeness strategies related to the sociocultural context.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, 2011.
Appears in Collections:LIP - Mestrado em Linguística (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8752/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.