Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/8711
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_GustavoSilvaRibeiro.pdf601,13 kBAdobe PDFView/Open
Title: Inventários florestais por linhas de amostragem em reflorestamentos comerciais
Other Titles: Forest inventory by line sampling in commercial plantations
Authors: Ribeiro, Gustavo Silva
Orientador(es):: Imaña Encinas, José
Assunto:: Reflorestamento
Levantamentos de recursos naturais
Pesquisa florestal
Issue Date: 28-Jun-2011
Citation: RIBEIRO, Gustavo Silva. Inventários florestais por linhas de amostragem em reflorestamentos comerciais. 2011. 47 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais)-Universidade de Brasília, Departamento de Engenharia Florestal, 2011.
Abstract: A crescente demanda de madeira de florestas plantadas, sem o correspondente aumento da área física, aliada a fatores de melhoria de qualidade e valorização do produto contribuem para o aumento da necessidade de ampliar os conhecimentos sobre a mensuração florestal, especificamente na área das distribuições diamétricas e dos métodos de amostragens. Tais conhecimentos advêm do inventário florestal, colhendo informações de ordem técnica que subsidiam a tomada de decisão nas empresas. Desta forma, a melhoria de processos e metodologias do inventário florestal traria benefícios econômicos às empresas florestais. O objetivo do presente trabalho é demonstrar matematicamente e comparativamente que o método por linhas de amostragem utilizando diâmetros dasométricos para o cálculo do volume pode ser tão eficiente quanto o método convencional que consideram parcelas de amostragem de área fixa. A hipótese para o presente trabalho é a de que inventários por linhas de amostragem, utilizando diâmetros dasométricos para o cálculo de volume, permitem uma boa aproximação dos inventários convencionais de área fixa. Utilizando diâmetros dasométricos, coleta de dados por meio de tecnologia móvel, aplicada a um método por linhas de amostragem foram confrontados os resultados do volume estimado e do tempo auferido para a execução de método aqui proposto versus os resultados de um inventário convencional de área fixa. O estudo foi realizado em uma área de 4 hectares localizada na Estação Experimental Fazenda Água Limpa (FAL-UnB), porção centro-oeste do Distrito Federal, nas coordenadas geográficas 15º31'S e 47º42'W. O inventário convencional de área fixa apresentou um volume de 49,70 m³/ha e um erro de amostragem relativo de ± 4,82%, considerando 95% de confiabilidade para um erro de amostragem máximo admitido de 10%. Já o inventário por linhas de amostragem apresentou um volume médio de 44,08 m³/ha e um erro de amostragem relativo de ± 5,62%, considerando 95% de confiabilidade para um erro de amostragem máximo admitido de 10%. A variação do volume, comparando os dois métodos, foi de 12,75 %. O tempo total para execução do inventário por linhas de amostragem foi de 05 horas, 51 minutos e 34 segundos. Já o tempo total do inventário convencional foi de 08 horas, 49 minutos e 38 segundos. Verifica-se que o inventário por linhas de amostragem foi mais eficiente se comparado ao inventário convencional, apresentando um resultado 33,36 % mais eficiente em relação ao tempo. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The increasing demand for wood, originally planted, without a corresponding increase in the physical area, combined with factors of quality improvement and enhancement of the product contribute to the increased need to expand the knowledge on measuring forest, specifically diameter distributions and sampling method. Such skills come from the forest inventory, harvesting technical information that support decision making in companies. Thus, improving processes and methodologies of forest inventory would bring economic benefits to forest companies. The aim of this paper is to demonstrate mathematically and compared method using sampling lines with dasometrics diameters for calculating the volume. It can be efficient as conventional models that consider sample plots of fixed area. The hypothesis for this paper is that inventories of sampling lines, using dasometrics diameters for calculation of volume, allow a good approximation of the inventories of conventional fixed area.Using dasometrics diameters, data collection through mobile technology, applied to a method by sampling lines were compared to results of the estimated volume and time earned for the performance of proposed method versus the results of an inventory of conventional fixed area. The study was conducted in an area of 4 ha located at the Experimental Station Fazenda Água Limpa (FALUnB), the central-western Distrito Federal, in the geographic coordinates 15 º 31'S and 47 º 42'W. The inventory of conventional fixed area showed a volume of 49.70 m³ / ha and a relative sampling error of ± 4.82%, considering 95% reliability for a sampling error permitted maximum of 10%. Since the inventory sampling lines had an average volume of 44.08 m³ / ha and a relative sampling error of ± 5.62%, considering 95% reliability for a sampling error permitted maximum of 10%. The change in volume, comparing the two methods was 12.75%. The total time for the inventory by sampling lines was 05 hours, 51 minutes and 34 seconds. Since the total time of conventional inventory was 08 hours, 49 minutes and 38 seconds. It appears that the inventory sampling lines was more efficient compared to conventional inventory, which represents an increase 33.36% more efficient over time.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Florestal, 2011.
Appears in Collections:EFL - Mestrado em Ciências Florestais (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8711/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.