Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/8640
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_MarcusViniciusdeLiraFerreira.pdf2,1 MBAdobe PDFView/Open
Title: Atos de fala nas línguas Jê : distinções sintáticas no imperativo e no proibitivo
Authors: Ferreira, Marcus Vinicius de Lira
Orientador(es):: Alves, Flávia de Castro
Assunto:: Índios - línguas - fala
Gramática comparada e geral - sintaxe
Issue Date: 27-Jun-2011
Citation: FERREIRA, Marcus Vinicius de Lira. Atos de fala nas línguas Jê: distinções sintáticas no imperativo e no proibitivo. 2011. 220 f. Dissertação (Mestrado em Lingüística Aplicada)-Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: As distinções sintáticas entre orações imperativas e proibitivas de nove línguas Jê serão analisadas aqui através de uma perspectiva tipológico-funcional. As línguas são, de acordo com as regiões em que são faladas, as Línguas Jê Setentrionais Apinajé, Canela Apãniekrá, Mebengokré, Panará e Suyá; as Línguas Jê Centrais Xavante e Xerente; e as Línguas Jê Meridionais Kaingang e Xokleng. Começando por um levantamento .bibliográfico sobre os estudos dos atos de fala desde a sua concepção na filosofia até a sua adoção pelos lingüistas tipológico- funcionais e seguindo para uma descrição dos sistemas de alinhamento encontrados nas orações declarativas, serão identificados os padrões encontrados em cada língua e será feita uma comparação não só com outras estratégias encontradas na mesma língua como também as estruturas encontradas na família e na literatura como um todo. Com isso, espera-se mostrar as distinções sintáticas entre as orações relevantes, a origem dessas distinções no sistema lingüístico como um todo e a falta de dados e/ou pesquisas sobre estruturas relacionadas pragmática e sintaticamente com as orações estudadas aqui, desenvolvendo hipóteses para trabalhos futuros que possam preencher as lacunas encontradas atualmente. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The syntactical distinctions between imperative and prohibitive sentences of nine Jê language will be analised here through a typological functional perspective. The languages are, according to the regions where they’re spoken, the North Jê Languages Apinajé, Canela Apãniekrá, Mebengokré, Panará and Suyá; the Central Jê Languages Xavante and Xerente; and the South Jê Languages Kaingang and Xokleng. Beginning with a bibliographical review about speech act studies since its philosophical inception to its adoption by functional tipologists, and moving on to a description of the alignment systems found in the declarative sentences of each language, the patterns found will be analysed and compared not only with the other strategies found in the same language but also with the behaviour found in the literature as a whole. Thus, this work hopes to show the syntactical distinctions between the relevant sentences, the origin of these distinctions in the language system and the lack of data and/or research concerning structures pragmatically and syntactically related to the ones described here, devising hypotheses for future studies that may fill the blanks currently found.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Lingüística Aplicada, 2011.
Appears in Collections:PGLA - Mestrado em Linguística Aplicada (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8640/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.