Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/8241
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_ReestruturacaoProdutivaVariabilidade.pdf43,63 kBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorAbrahão, Júlia Issy-
dc.date.accessioned2011-06-06T14:42:42Z-
dc.date.available2011-06-06T14:42:42Z-
dc.date.issued2000-01-
dc.identifier.citationABRAHÃO, Júlia Issy. Reestruturação produtiva e variabilidade do trabalho: uma abordagem da ergonomia. Psic.: Teor. e Pesq., Brasília, v.16, n.1,p. 49-54, jan.abr. 2000. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ptp/v16n1/4387.pdf>. Acesso em: 10 mar. 2011. doi: 10.1590/S0102-37722000000100007.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/8241-
dc.description.abstractEste artigo é um estudo teórico que discute a pertinência de incorporar no escopo de um projeto de automação/informatização dos postos de trabalho o conceito de variabilidade. Neste sentido, ressalta a contribuição da ergonomia ao processo de introdução de novas tecnologias que, além de modificar a natureza do trabalho, a produtividade afeta, muitas vezes a saúde do trabalhador. A variabilidade do trabalho, decorrente da diferença entre a prescrição e a realidade, pode ser compreendida considerando: (a) as características do trabalhador, ressaltando a noção de variabilidade inter e intra individual, e (b) a organização do trabalho, onde destaca-se a variabilidade dos equipamentos/materiais e dos procedimentos. Ao considerar as variabilidades na concepção de um projeto ou na situação de inovação tecnológica, propicia-se uma melhoria das condições de trabalho, flexibilizando e reduzindo a polarização imposta pelo trabalho prescrito, cuja referência é, geralmente, um operário médio, bem treinado, que trabalha em um posto estável.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titleReestruturação produtiva e variabilidade do trabalho : uma abordagem da ergonomiaen
dc.title.alternativeProductive restructuring and variability in the work : ergonomics approachen
dc.typeArtigoen
dc.subject.keywordErgonomiaen
dc.subject.keywordEngenharia humanaen
dc.identifier.doihttps://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722000000100007en
dc.description.abstract1This theoretical paper discusses de appropriateness of including the concept of variability into projects of automating work stations. It underlines the contribution of ergonomics to the process of introducing new technologies, which not only modify the nature of the work but frequently the health of the worker as well. The variability of work, a consequence of the difference between prescribed norms and reality, may be understood based on (a) the characteristics of the worker, stressing the notion of inter- and intrapersonal variability, (b) the organization of the work process, stressing the variability of equipment, materials and procedures. By taking variability into account when elaborating a project or a situation of technological innovation, it renders favourable improvement in working conditions due to flexibility and reduction of impositions of prescribed work norms, which usually are based on a `mean' worker, well trained and working under stable conditions.-
Appears in Collections:PST - Artigos publicados em periódicos

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8241/statistics">



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons