Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/8083
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_SheylaReginaMarquesCouceiro.pdf5,28 MBAdobe PDFView/Open
Title: Sedimentos antropogênicos em igarapés da base de operações geólogo Pedro Moura, Coari – AM : efeito sobre macroinvertebrados e degradação de folhas
Authors: Couceiro, Sheyla Regina Marques
Orientador(es):: Fonseca, Claudia Padovesi
Hamada, Neusa
Assunto:: Impacto ambiental - Amazonas (AM)
Sedimentos antropogênicos
Impacto ambiental - avaliação
Issue Date: 29-May-2011
Citation: COUCEIRO, Sheyla Regina Marques. Sedimentos antropogênicos em igarapés da base de operações geólogo Pedro Moura, Coari – AM: efeito sobre macroinvertebrados e degradação de folhas. 2009. 122 f., il. Tese (Doutorado em Ecologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: Sedimentos antropogênicos são considerados um dos principais impacto em igarapés e rios. Nesse contexto, os igarapés da Base de Operações Geólogo Pedro Moura (Coari, Amazonas, Brasil) tem sido impactados por desmatamento relacionados as atividades de exploração de petróleo e gás natural. Com o objetivo de estimar o impacto do aporte de sedimentos antropogênicos sobre os macroinvertebrados aquáticos, estrutura trófica e funcionamento ecológico nos igarapés dessa área, amostragens foram realizadas para estimar a riqueza taxonômica, densidade de indivíduos, composição da comunidade e categorização trófica dos macroinvertebrados em igarapés impactados por sedimentos antropogênicos e igarapés não impactados assim como um experimento de degradação de folhas. Variáveis abióticas diretamente relacionadas com o impacto (índice de assoreamento, sedimentos inorgânicos em suspensão e índice de cor do sedimento) também foram medidos juntamente a outras variáveis. Os principais resultados foram: índice de sedimentação similar entre igarapés impactados e não impactados; concentração de sedimentos inorgânicos em suspensão significantemente maior e o índice de cor do sedimento significantemente menor (sedimentos mais escuros) em igarapés impactados em relação aos igarapés não impactados; sedimentos inorgânicos em suspensão e índice de cor de sedimentos relacionado à redução na riqueza e abundância de macroinvertebrados e mudanças na composição da comunidade de macroinvertebrados; 32% dos táxons observados foram significantemente associados com igarapés não impactados e nenhum foi associado com igarapés impactados; os igarapés impactados estocam metade da matéria orgânica particulada grossa estocada nos igarapés não impactados; todos os grupos funcionais tróficos tiveram menor riqueza e densidade absoluta nos igarapés impactados em comparação com os igarapés não impactados; o índice de cor do sedimento, sedimento inorgânico em suspensão e oxigênio dissolvido foram relacionados a redução na riqueza e densidade da maior parte dos grupos funcionais tróficos. No experimento de degradação de folhas dois diferentes resultados foram observados: 1) maior deposição de sedimentos finos e menor coeficiente de decomposição (k) no trecho a montante do igarapé Marta, e conseqüentemente, a perda de peso foi maior no trecho a montante do igarapé. O coeficiente de decomposição no Marta foi relacionado positivamente a densidade de fragmentadores. O segundo resultado foi observado nos igarapés Ruc e Cobra, sedimentos, k e, conseqüentemente, a perda de peso nos pacotes de folhas foram similar entre trecho a jusante e a montante da estrada nesses igarapés. O k não foi relacionado significativamente a densidade de fragmentadores. Coletor-apanhadores dominaram em densidade em ambos os trechos dos três igarapés amostrados e a composição de macroinvertebrados nos pacotes de folhas diferiu entre trecho a jusante e a montante de todos os igarapés amostrados. Os resultados obtidos indicam que a modificação na fauna de macroinvertebrados vai além da redução na riqueza e densidade de macroinvertebrados, modificando a comunidade, a estrutura trófica e o funcionamento dos igarapés. Desse modo, concluiu-se que os igarapés estão sobre forte impacto por sedimentos antropogênicos causados pelas atividades de exploração de petróleo e gás natural na área de estudo.
Abstract: Techniques for sperm selection are usually used for bovine in vitro embryo production (IVP) to improve semen quality after thawing. Among these techniques Percoll gradient has been the most used. The aim of this study was to evaluate the effect of different volumes of Percoll, time and force of centrifugation on sperm quality, embryo development and sex of IVP bovine embryos. Frozen-thawed semen from four bulls were submitted to three different Percoll procedures: T1 - 4 mL (final volume) of Percoll 45%:90%, centrifuged for 20 minutes at 700 g, T2 - 800 μL (final volume) of Percoll 45%:90% centrifuged for 20 minutes at 700 g and T3 - 800 μL (final volume) of Percoll 45%:90% centrifuged for 5 minutes at 5000 g. Semen was evaluated before and after Percoll treatment for sperm total motility, morphology, integrity of acrosome, membrane and chromatin. A total of 1194 oocytes were matured, fetilized and cultured in vitro, cleavage rate was valued on D2 and blastocyst rate on D7 after in vitro insemination. The blastocysts in D7 (n=360) were frozen for posterior sex determination. Data from embryo development and sperm characteristic were analyzed by ANOVA considering the effect of bull, treatment and interaction bull x treatment (P <0.05). The ratios were compared with the expected ratio 1:1 by  2 test (P<0.05). All Percoll methods significantly improved the proportion of motile spermatozoa. No effect of treatment was detected in any of the sperm characteristic (P>0.05), however bull-related differences were observed in all parameters tested. Similarly, cleavage and blastocyst rate were not affected by Percoll procedure (P>0.05). However, there was a difference among bulls (P<0.05). Sire 4 had very low embryos production (n=5), and was eliminated from the analysis. Higher rates of cleavage and blastocyst were observed for bull 1 (86 ± 1.6 a % and 47 ± 2.6 c%) and bull 2 (86 ± 2.1a % and 39 ± 6.6c %) showed than for bull 3 (65 ± 5.9b % and 17 ± 4.1d %). The proportion of male:female embryos was similar in all treatments for bulls 2 and 3. Only bull 1 in the T1 presented a greater percentage of male (61%) than female embryos (39%). When only treatments were considered, independent of bulls, no difference was found in proportion male:female (%) among T1 (55:45), T2 (45:55) and T3 (44:56). The results showed that the use of different speed, time of centrifuge and volume of Percoll gradient did not influence the rate of blastocyst and the male:female ratio. However, for bull 1 it was observed a higher production of male embryos when T1 was used. These results suggest the possibility of using a lower volume of Percoll for a shorter period of time, thus reducing the cost and time to perform the in vitro fertilization.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, 2009.
Appears in Collections:ECL - Doutorado em Ecologia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8083/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.