Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/7996
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_LauraVanessaMouraoGulart.pdf1,82 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeito do FSH adicionado aos meios definidos de maturação oocitária sobre o desenvolvimento precoce de embriões bovinos
Authors: Gulart, Laura Vanessa Mourão
Orientador(es):: Silva, Alzira Amélia Martins Rosa e
Assunto:: Bovino - reprodução
Endocrinologia - embriologia
Inseminação artificial
Issue Date: 24-May-2011
Citation: GULART, Laura Vanessa Mourão. Efeito do FSH adicionado aos meios definidos de maturação oocitária sobre o desenvolvimento precoce de embriões bovinos. 2009. 106 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: Condições de cultivo in vitro também afetam a produção de embriões e a expressão de importantes genes, podendo alterar a competência de oócitos para a produção de embriões futuros. O FSH em baixas concentrações pode afetar a produção desses embriões. A busca por melhores condições de cultura e um sistema in vitro que seja menos variável e ao mesmo tempo em que simule o animal in vivo, levou ao desenvolvimento de vários sistemas de cultura para a maturação in vitro de oócitos bovinos. Para comparar a eficiência dos sistemas de MIV foram utilizados quatro grupos: 1) TCM-199 controle; 2) ?-MEM, 3) ?-MEM 1 FSH 4) ?-MEM 10 FSH. O meio de cultura do grupo 1, é um meio não definido, devido a presença de soro fetal bovino utilizado. Os grupos dois, três e quatro são definidos, onde foi usado o polyvinilalcohol-PVA como doador de macromolécula sintética. FSH de suíno foi usado nos grupos 1, 3 e 4. No 1 º e 3 grupo o a concentração de FSH foi de 1 ng /mL e no 4 grupo a concentração foi 10ng/mL. Ovários bovinos foram coletados em um abatedouro. Oócitos com citoplasma homogêneo e com mais de três camadas de células da granulosa foram utilizados. Oócitos maturos dos quatro tratamentos foram fertilizados in vitro com sêmen preparado pelo método de gradiente Percoll. Prováveis zigotos com até duas ou três camadas de células do cumulus foram cultivados em gotas de 50 ml de meio SOF, acrescido de 10% de SFB e 1 mg /mL BSA sob óleo mineral em uma atmosfera úmida 5% CO2 a 38,5 ° C. A taxa de clivagem foi avaliada 72 horas após a FIV, taxa de blastocisto foi avaliada 168-192 horas pós FIV. As taxas de clivagem e blastocisto foram calculados com base no número de oócitos. A expressão dos seguintes genes (Bax, Bcl-2 e Conexina 43) foram avaliadas, em blastocistos por RT-PCR. O teste de ANOVA foi utilizado para comparar o número de blastocistos. Não houve diferença na proporção de embriões com mais de oito blastômeros em todos os grupos testados, indicando que a taxa de desenvolvimento durante as primeiras 72h pós FIV, foi semelhante nos oócitos maturados em meio quimicamente definido e de oócitos maturados no meio contendo soro. O gene Bax é um marcador pró-apoptóticas e o Bcl um marcador anti-apoptótico. A conexina 43 (Cx43) pode ser um marcador de competência do embrião. GAPDH foi utilizado como controle interno. O gene Bax não foi expresso em nenhum grupo. Os genes Bcl-2 e da conexina 43 foram expressos, principalmente no ?-MEM 10. Resultados inéditos mostram que não foram observadas diferenças na taxa de blastocisto em nenhum dos grupos (30% a 40%), a forte expressão de BCL2 e da Cx43 no grupo contendo 10 ng / mL de FSH podem indicar que FSH pode melhorar a qualidade do embrião, sob condições definidas.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2009.
Appears in Collections:FMD - Mestrado em Ciências Médicas (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/7996/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.