Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/7275
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_LeticiaMartins.pdf358,21 kBAdobe PDFView/Open
Title: Prevalência da incontinência urinária em gestantes e puérperas das maternidades públicas de Goiânia-GO, em 2009
Authors: Martins, Letícia
Orientador(es):: Sousa, Ana Luiza Lima
Assunto:: Mulheres grávidas - Goiânia (GO)
Aparelho urinário - doenças
Urina - incontinência
Issue Date: 4-Apr-2011
Citation: MARTINS, Letícia. Prevalência da incontinência urinária em gestantes e puérperas das maternidades públicas de Goiânia-GO, em 2009. 2010. 51 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)-Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Abstract: OBJETIVOS: conhecer a prevalência de IU entre gestantes e puérperas assistidas em maternidades públicas de Goiânia-GO e avaliar se as variáveis sóciodemográficas, a paridade, o tipo de parto, a ocorrência de episiotomia e o índice de massa corporal (IMC) antes da gestação influenciam na ocorrência da IU. MÉTODOS: estudo descritivo transversal. Foram entrevistadas 200 puérperas internadas em maternidades públicas de baixo risco de fevereiro a junho de 2009 e coletados dados sócio-demográficos, dados referentes à paridade e sobre a IU. Foram aplicados três questionários em diferentes momentos, sendo que o primeiro foi pessoalmente, até o terceiro dia de puerpério, o segundo com 30 dias e o terceiro com 60 dias de puerpério. Os dois últimos questionários foram aplicados por telefone. Para a análise, utilizou-se teste t-Student, qui-quadrado (p<0,05) e coeficiente kappa(k). RESULTADOS: a prevalência da IU durante a gestação foi de 47,5% e a ocorrência com 30 e 60 dias após o parto foi de 6,3% e 5,0%, respectivamente. A IU na gestação foi mais freqüente na faixa etária acima de 35 anos (72,7%) (p=0,01); entre as primigestas (59,2%) (p=0,01) e entre as que realizaram somente um parto cesáreo anterior (56,1%) (p=0,001). Não foi identificada correlação da prevalência da IU no puerpério com as demais variáveis. CONCLUSÃO: os fatores associados significativamente ao aumento da prevalência das perdas urinárias foram o aumento da idade, a quantidade de partos e o número de partos cesáreos anteriores. Encontrou-se uma baixa prevalência de IU no puerpério quando comparado com o período gestacional. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
PURPOSE: To determine the prevalence of urinary incontinence (UI) among pregnant and postpartum women receiving care at public hospitals in Goiânia-GO, and to assess socio-demographic variables, parity, the mode of delivery, the incidence of episiotomy and body mass index (BMI) before pregnancy influences the occurrence of UI. METHODS: A cross-sectional study. We interviewed 200 postpartum women admitted to public hospitals for low risk during the period from February to June 2009. We also collected socio-demographic data on parity and on the UI. Three questionnaires were applied at different times, the first of which was personally until the third postoperative day, the second one 30 days and the third one with 60 days postpartum. The latter two questionnaires were administered by telephone. For the analysis we used test t-Student, chi-square test (p<0.05) and kappa coefficient(k). RESULTS: The prevalence of UI during pregnancy was 47.5%, and the its occurrence of 30 and 60 days after delivery was 6.3% and 5.0%, respectively. The UI during pregnancy was more frequent in the age group above 35 years old (72.7%) (p = 0.01) among primigravidae (59.2%) (p = 0.01) and among those who received only a prior cesarean delivery (56.1%) (p = 0.001). No correlation was identified in the prevalence of urinary incontinence in the puerperium with the other variables. CONCLUSION: The factors significantly associated with increased prevalence of urinary incontinence were increasing age, the number of births, and the number of previous cesarean deliveries. We found a low prevalence of UI in the postpartum period compared with the gestational period.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2010.
Appears in Collections:PPGCS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/7275/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.