Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/7257
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_RenatoSoares.pdf2,13 MBAdobe PDFView/Open
Title: Avaliação dos condutores portadores de discromatopsia congênita na percepção cromática da sinalização viária
Other Titles: Assessment of congenital color-blid drivers on the color perception of road signs
Authors: Soares, Renato
Orientador(es):: Jacques, Maria Alice Prudêncio
Assunto:: Segurança de trânsito
Trânsito - sinais e sinalização
Discromatopsia
Issue Date: 2-Apr-2011
Citation: SOARES, Renato. Avaliação dos condutores portadores de discromatopsia congênita na percepção cromática da sinalização viária. 2009. xvi, 129 f. Dissertação (Mestrado em Transportes)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: A função dos diferentes subsistemas da sinalização viária é caracterizada, dentre outros aspectos, pela cor dos símbolos e sinais de trânsito. Por essa razão, o conhecimento das necessidades e dificuldades apresentadas por condutores portadores de discromatopsia congênita pode contribuir para aumentar a segurança dos usuários da via, ao permitir a adoção de medidas voltadas à redução de possíveis barreiras de comunicação das regras de circulação para esse tipo de condutor. Neste contexto, esta dissertação visa identificar as limitações dos condutores daltônicos em relação à identificação das cores da sinalização viária, considerando diversos materiais utilizados na sinalização semafórica, vertical e horizontal, sob diferentes condições de iluminação. O estudo avaliou 32 condutores portadores de discromatopsia congênita com experiência em dirigir no Distrito Federal. Os condutores possuíam o tipo protan e o deutan do distúrbio. Os integrantes da amostra passaram por dois testes de avaliação cromática (Ishihara e TNC), uma entrevista estruturada e testes de sinalização horizontal, vertical e semafórica. Os testes de sinalização foram realizados sob duas condições de iluminação do ambiente, dia e noite. Os resultados obtidos comprovam a dificuldade na percepção cromática dos condutores daltônicos quanto às cores da sinalização viária, que varia de acordo com os tipos e os graus de severidade do distúrbio. Os materiais analisados da sinalização horizontal não tiveram diferença significativa sobre a percepção de cores pelos daltônicos. Dentre os três tipos de películas analisadas da sinalização vertical, os tipos III e X apresentaram mais facilidade de reconhecimento das cores no período diurno. Na sinalização semafórica, os condutores da forma deutan apresentaram mais dificuldade para reconhecer as cores dos focos com LED’s do que com lâmpadas de filamento, tanto no período diurno quanto noturno. Os resultados da pesquisa, portanto, revelam que é possível tornar a sinalização viária mais acessível aos condutores daltônicos, sem comprometer a qualidade da informação para os demais condutores e pedestres. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The function of the several traffic signal subsystems is defined, among others, by the color of traffic signs and symbols. Therefore, knowing the needs and problems congenital color-blind drivers face can help increase road users’ safety as it may lead to the adoption of measures to reduce potential communication barriers on traffic rules to such drivers. Within this context, this study aims at identifying color-blind drivers’ restraints concerning the identification of road sign colors, regarding several materials used for horizontal, vertical and light signs under different light conditions. Thirty-two (32) congenital color-blind drivers with experience over Distrito Federal roads were evaluated. These drivers suffered from Protan and Deutan disorder. They took two color evaluation tests (Ishihara and TNC), a structured interview and tests on horizontal, vertical and traffic light signaling. The latter was conduced under two environmental light conditions: day and night. Results attest the difficulty color-blind drivers have for recognizing colors when it regards road sign colors, which varies according to the disorder level and type. Materials analyzed for horizontal signaling presented no significant difference concerning color perception by color-blind drivers. Among the three types of covers for vertical signaling analyzed, types III and X promoted easier recognition of colors in daytime. Regarding traffic light signaling, Deutan drivers faced more problems recognizing colors from LED light focus than from filament light bulbs, both in daytime and at night. The survey results, therefore, show that it is possible to make traffic signs more accessible for color-blind drivers without spoiling the quality of information for other drivers and pedestrians.
Description: Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2009.
Appears in Collections:ENC - Mestrado em Transportes Urbanos (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/7257/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.