Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/6519
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_vers_o_completa.pdf
???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.accessRestricted???
3,05 MBAdobe PDF ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.restrito???
Title: Invertebrados de cavernas do Distrito Federal : diversidade, distribuição temporal e espacial
Authors: Silva, Franciane Jordão da
Orientador(es):: Diniz, Ivone Rezende
Assunto:: Invertebrado
Cavernas
Animais do Cerrado
Issue Date: 19-Jan-2011
Citation: Silva, Franciane Jordão da. Invertebrados de cavernas do Distrito Federal: diversidade, distribuição temporal e espacial. 2006. 121 f. Tese (Doutorado em Ecologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.
Abstract: Há 4.153 cavidades naturais subterrâneas registradas no Brasil. Apesar disso há escassez de informações sobre os invertebrados da maioria das cavernas devido à enorme carência de especialistas. No Distrito Federal, este é o primeiro trabalho com abordagem ecológica de três cavernas calcárias, que futuramente poderá ser comparado a outros estudos realizados em diferentes regiões do Brasil, para subsidiar políticas de conservação das áreas cársticas brasileiras. Este estudo foi desenvolvido em três cavidades naturais subterrâneas localizadas dentro dos limites da Área de Proteção Ambiental de Cafuringa (15o30’ e 15o40’ S e 47o50’ e 48o12’ W), Brasília, Distrito Federal. A Gruta Sal/Fenda II e a Gruta Labirinto da Lama estão situadas nas Fazendas Santa Sara e Portal dos Angicos, respectivamente (Brazlândia – DF) e a Gruta dos Morcegos em área de mineração da fábrica de cimento Tocantins – Votorantim, Fercal – DF. Esta tese compreende três capítulos que incluem estudos sobre os invertebrados das cavernas já citadas com abordagens ecológicas e conservacionistas. O primeiro capítulo trata da análise da distribuição temporal e espacial de invertebrados cavernícolas durante 13 meses na Gruta Labirinto da Lama. O segundo compara a fauna de invertebrados das três grutas analisando a riqueza e a abundância de morfoespécies na tentativa de identificar os fatores responsáveis pela estruturação das comunidades dessas cavernas e, finalmente, o terceiro capítulo compara as técnicas de amostragem e propõe uma uniformização para o uso de armadilhas de queda em cavidades naturais subterrâneas. Os invertebrados foram amostrados por registro visual, seguido de coleta manual quando necessário, e armadilhas de queda (pitfall traps) com atrativo. O número de armadilhas variou para cada uma das cavernas devido às diferentes morfologias e dimensões (na Gruta Labirinto da Lama foram sete armadilhas, sete na Gruta Sal/Fenda e seis na Gruta dos Morcegos). As armadilhas permaneceram instaladas por três dias consecutivos em cada mês de coleta. O tempo gasto para registrar visualmente os organismos variou em média de 2h a 4h/dia por dois dias de amostragem, para cada mês, nas três cavernas. Houve um alagamento na Gruta Labirinto da Lama em fevereiro de 2004 e os organismos como dípteros (adultos), mariposas, homópteros, aranhas Plato sp. (Theridiosomatidae), Pholcidae e Loxosceles similis não foram afetados, pelo fato de permanecerem em locais protegidos da água. No entanto, houve diminuição no número de indivíduos para os grilos Endecous sp., baratas Blattidae e Blattellidae, besouros Histeridae, Carabidae e Dissochaetus sp.1 (Leiodidae), Spelaeochernes sp. (Pseudoscorpiones), além do opilião E. aduncus. Esses organismos quase sempre foram encontrados próximos aos depósitos de guano de morcego hematófago ou utilizando-o como fonte alimentar. Assim, os depósitos juntamente com os guanóbios e/ou guanófagos podem ter sido lavados pela água. As médias de abundância e de riqueza de morfoespécies dos invertebrados foram maiores na Gruta dos Morcegos tanto nos meses de chuva quanto nos de seca, do que as médias nas grutas Labirinto da Lama e Sal/Fenda II, incluindo as morfoespécies eventuais. As diferenças na riqueza de morfoespécies entre cavernas refletem as características geomorfológicas e bióticas de cada uma, além de eventos naturais bem como das atividades antrópicas que influenciam a estrutura da comunidade de invertebrados das cavernas estudadas. Os invertebrados cavernícolas apresentaram a maioria das espécies com um ou dois exemplares e poucas espécies com elevado número de indivíduos. A análise de correlação canônica mostrou que quatro variáveis como temperatura, umidade relativa do ar, distância da entrada e disponibilidade de guano de morcego foram associadas com a biologia de cada grupo taxonômico. A ordem de importância dessas variáveis foi diferente entre as cavernas. Alguns organismos foram associados secundariamente ao guano e atraídos pela alta densidade de presas como, por exemplo, os opiliões Eupoecilaema megaypsilon (Cosmetidae) e Eusarcus aduncus (Gonyleptidae), as aranhas Loxosceles similis (Sicariidae). As moscas Drosophilidae, os besouros Histeridae, os grilos Endecous sp. (Phalangopsidae), as baratas Blattidae foram relacionados com a disponibilidade de guano pois o utilizam como fonte de alimento. As aranhas Enoploctenus cyclothorax (Ctenidae), Pholcidae, Araneidae foram mais abundantes quanto mais próximas da entrada da caverna e, houve maior abundância de Blattidae quanto maior a umidade relativa do ar. A comparação das técnicas utilizadas sugere que, para a obtenção de uma amostra significativa da comunidade de invertebrados de cavernas, deve-se selecionar, no mínimo, duas técnicas que combinadas forneçam uma amostragem consistente para responder às questões fundamentais que norteiam a pesquisa. A proposta de uniformização de técnicas de coleta no ambiente cavernícola vem apenas estimular novas discussões para que os próximos estudos realizados em várias regiões do Brasil possam ser comparados entre si, e desse modo, contribuir para a construção de informações contínuas e sistemáticas. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT
There are 4,153 registered caves in Brazil, but most cave studies has been done by observant cavers rather than part of surveying programs. A correlate problem is the lack of taxonomists for the most invertebrate cave species. The knowledge of the Brasília cave invertebrate fauna is very poor and this work is the first one to present an ecological approach and a systematic sampling in that region. Data presented in this work will also alow comparisions among caves of different regions of the country. The present study was carried out in three caves of Brasília, Distrito Federal, within the limits of Cafuringa protected area (Área de Proteção Ambiental de Cafuringa, 15o30’ e 15o40’ S e 47o 50’ e 48o 12’ W). Two caves Sal/Fenda II and Labirinto da Lama are located at the Santa Sara and Portal dos Angicos farms respectively, in the Brazlândia, DF, and the morcegos cave is located at the mining área of Tocantins portland cement plant, in Fercal county, DF. This thesis is organized in three chapters. The first analyses the temporal and spatial distribution of invertebrates of Labirinto da Lama cave during 13 months; the second compares the invertebrates of the three caves and the last one compares the efficiency of sampling techniques. The invertebrates were sampled by active seach (hand collecting and the register of organisms) and by baited pitfall traps. The number of traps varied among caves due to their morphological and size differences. The pitfall traps remained actives during three consecutive days and the active search varied from two to four/hours/day on each collection month. The Labirinto da Lama cave was inundated in February 2004 but some organisms like crickets, cockroaches, springtails, flies, moths, Ctenidae spiders, and E. aduncus havestmen were not affected by this event maybe because of their agility to escape or to find protection in drier sites. The abundance of other groups decreased such as one species of Trichorhina sp. (Oniscidea) isopods, Spelaeochernes sp. (Chenertidae) pseudoscorpions, and the Carabidae beetles which were invariably associated to bat guano. Maybe these organisms have been washed away with their foods sources. The mean of invertebrate abudance and morphospecies richness were higher in the Morcegos cave than in the others, during both wet and dry months. The differences observed among them may be due to its geomorphologic and biotic characteristics besides some natural events and anthropic activities which could have affected the invertebrate cave communities. Most of cave invertebrate species are represented only by one or two specimens whereas few species are abundant. The canonic correlation analysis showed that variables like temperature, relative air humidity, distance from cave entrance and the availability of bat guano pile were significantly correlated with the most abundant invertebrates. The sequence of importance of the above variables was different among caves. Some invertebrates were positively correlated with the availability of bat guano pile as, for distance, the Eupoecilaema megaypsilon (Cosmetidae) and Eusarcus aduncus (Gonyleptidae) havestmen, the Loxosceles similis (Sicariidae) spiders, the Histeridae beetles, and the Drosophilidae flies, while others were more abundant around the cave entrance like the spiders Enoploctenus cyclothorax (Ctenidae), Pholcidae and Araneidae, or were more affected by air humidity like the coockroaches (Blattidae). To obtain significant and consistent sample of cave invertebrate community is necessary to combine at least two different sampling techniques. The proposition is to uniform the sampling techniques for invertebrate survey works in order to allow data comparison. Such comparison will have a significant role in cave protection and its management.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, 2006.
Appears in Collections:ECL - Doutorado em Ecologia (Teses)
UnB - Brasília 50 anos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/6519/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.