Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/5998
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_MarianaCarvalhoPinheiro.PDF15,64 MBAdobe PDFView/Open
Title: Estratégias educativas sobre alimentação saudável para pré-escolares : da concepção à avaliação
Authors: Pinheiro, Mariana Carvalho
Orientador(es):: Schmitz, Bethsáida de Abreu Soares
Recine, Elisabetta
Assunto:: Nutrição
Educação de crianças
Educação nutricional
Issue Date: 26-Nov-2010
Citation: PINHEIRO, Mariana Carvalho. Estratégias educativas sobre alimentação saudável para pré-escolares: da concepção à avaliação. 2009. xv, 172 f. Dissertação (Mestrado em Nutrição Humana)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: Objetivo: Elaborar, implementar e avaliar os efeitos do uso de estratégias pedagógicas para a promoção da alimentação saudável em escolas de Educação Infantil da rede de ensino pública e privada do Distrito Federal, Brasil. Métodos: Estudo exploratório de caráter interventivo com amostragem aleatória e uso de metodologia quantitativa e qualitativa, aplicada em duas fases. A primeira fase compreendeu o planejamento, desenvolvimento e testagem inicial dos materiais pedagógicos. Estes se traduziram em um kit pedagógico, composto por jogos e atividades práticas, elaborado por equipe multidisciplinar, voltado para pré-escolares e versando sobre o tema alimentação saudável, com destaque para frutas e hortaliças regionais. A segunda fase compreendeu o desenvolvimento multimétodo tanto quantitativo como qualitativo, com uso da triangulação de métodos. Foram considerados os seguintes métodos de investigação: entrevista coletiva com os educadores, avaliação qualitativa do consumo alimentar habitual dos pré-escolares e investigação do relato dos pré-escolares sobre aprendizagens relacionadas ao tema, com seus pais e/ ou responsáveis. A coleta de dados ocorreu no período de Janeiro a Agosto de 2009 e participaram do estudo doze turmas de escolas públicas e treze turmas de escolas privadas do Distrito Federal selecionados por amostragem não-aleatória por julgamento. Foram utilizados os testes t de Student e qui-quadrado para análise das variáveis contínuas e não-contínuas, respectivamente. Para se analisar o efeito de cada um dos marcadores de consumo alimentar dos pré-escolares de ambas as escolas, medidos em duas situações, pré e pós, foi utilizado modelo de análise de medidas repetidas com mínimos quadrados ponderados para variáveis categorizadas. A análise qualitativa foi feita a partir dos discursos para análise de seu conteúdo e posterior definição das categorias temáticas. Resultados: As impressões quanto à finalidade e validade educativa do kit foram positivas, com fomento a outras situações de aprendizagem, de um ambiente alfabetizador e de práticas alimentares saudáveis. As entrevistas coletivas permitiram a discussão de questões relacionadas ao uso dos materiais e à proposta da pesquisa, como: disponibilidade de tempo, envolvimento da família, exemplo do professor, melhoria dos hábitos alimentares dos pré-escolares, experimentação de novos alimentos e formação profissional para uso do kit e abordagem do tema. A análise dos marcadores de consumo alimentar evidenciou aumento significativo da freqüência de consumo de hortaliças e redução do consumo de sobremesas para os pré-escolares da rede pública. Os relatos das famílias consideraram como positivas as atividades desenvolvidas nas escolas sobre alimentação saudável, os conteúdos aprendidos, a melhoria da qualidade da alimentação e a experimentação de novos alimentos pelos pré-escolares. Conclusões: Os resultados favoráveis observados indicam a relevância do uso do material avaliado e, para que o jogo se constitua em recurso pedagógico voltado à mudança de hábitos alimentares por pré-escolares com sustentabilidade, é necessário que seja dirigido pelos educadores e inserido de forma contínua, estimuladora e abrangente no cotidiano pedagógico das instituições de Educação Infantil. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Objective: To elaborate, implement and assess the effects of the of pedagogical strategies for the promotion of healthy eating habits in Early Childhood Education schools at Distrito Federal’s public and private education network, in Brazil. Methods: Exploratory study of interventional nature with random sampling and use of quantitative and qualitative methodology, applied in two stages. The first stage comprised the planning, development, and initial trial of pedagogical materials. These were translated into a pedagogical kit composed by games and practical activities, elaborated by a multidisciplinary team, which is aimed at preschool children and studies the theme healthy eating habits, underscoring regional fruits and vegetables. The second stage comprised the both quantitative and qualitative, multimethod development, using triangulation of methods. The following methods of investigation were considered: collective interview with educators, qualitative assessment of preschool children’s habitual food consumption, and investigation of preschool children’s report on learning related to the theme, with their parents and/or guardians. Data gathering occurred in the period from January through August, 2009, and 12 groups of public schools and 13 groups of private schools at Distrito Federal participated, selected by means of nonrandom sampling through judgment. The t-Student and chi-square tests were used for analysis of continuous and noncontinuous variables, respectively. In order to analyze the effect of each of the markers of food consumption of preschool children from both schools, measured in two situations - before and after consumption -, the model of repeated measurements analysis with weighted least squares for categorized variables was used. The qualitative analysis was carried out from the discourses for analyzing their content and subsequent definition of thematic categories. Results: The impressions concerning the kit’s educational goal and validity were positive; the kit fomented other learning situations, in an environment where reading and writing is taught, and with healthy eating practices. The collective interviews allowed the discussion of issues related to the use of the materials and to the research proposal, such as time availability, family involvement, teacher’s example, improvement of preschool children’s eating habits, trying of new foods, and professional training for use of the kit and for addressing the theme. The analysis of food consumption markers evidenced a significant enhancement of frequency of vegetables consumption and reduction in desserts consumption for public schools’ preschool children. The reports from families considered positive the activities developed in schools on healthy eating habits, the contents learned, the improvement in quality of food consumption, and trying of new foods by preschool children. Conclusions: The favorable results observed indicate the relevance of the use of the assessed material and, in order for the game to constitute a pedagogical resource aimed at changing eating habits of preschool children with sustainability, it must be directed by educators and inserted in a continuous, stimulating and comprising way in the pedagogical daily life of Early Childhood Education institutions.
Description: Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição, 2009.
Appears in Collections:NUT - Mestrado em Nutrição Humana (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/5998/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.