Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/5750
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006_Daniela Cordovil Corrêa dos Santos.pdf2,12 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLaraia, Roque de Barros-
dc.contributor.authorSantos, Daniela Cordovil Corrêa dos-
dc.date.accessioned2010-10-25T12:52:51Z-
dc.date.available2010-10-25T12:52:51Z-
dc.date.issued2006-
dc.date.submitted2006-
dc.identifier.citationSANTOS, Daniela Cordovil Corrêa dos. Etnografia, modernidade e construção da nação: estudo a partir de um culto afro-brasileiro. 2006. 179 f., il. Tese (Doutorado em Antropologia Social)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/5750-
dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, 2006.en
dc.description.abstractEssa tese trata de uma dificuldade presente na antropologia da religião brasileira desde seus primeiros estudos: a relação entre a discussão sobre religiões afro-brasileiras e a preocupação de intelectuais brasileiros com o problema da construção da nação e da nacionalidade. Durante um século de debates sobre cultos afro-brasileiros, muitos autores têm argumentado a partir de uma perspectiva que toma a modernidade como ponto de referência. Na maioria das vezes, simplesmente lamentam-se de que as culturas nativas não se constroem tendo essa modernidade como valor central. Por outro lado, nossas culturas nativas parecem ter se produzido num movimento de resistência aos valores da modernidade, o que é interpretado pelos intelectuais brasileiros como sintoma de atraso. A partir do contraste entre a realidade etnográfica e as perspectivas teóricas usuais, sugiro as vantagens da utilização de referenciais teóricos alternativos, onde os valores modernos não sejam considerados um objetivo a ser alcançado pelas populações estudadas. _______________________________________________________________________________ ABSTRACTen
dc.description.abstractThis thesis is about a difficulty present in brazilian religion anthropology since its firsts studies: the relation between the discussion about afro-brazilian religions and brazilian intellectual concern about nation and nationality. During a century of debates about afro-brazilian cults, many authors have argue from a perspective that takes modernity as reference point. In majority of time, simply lament that native cultures doesn’t construct themselves with this modernity as central value. On the other hand, our native cultures seam to be produced in a movement of resistence to modernity values, what is interpreted by brazilians intellectuals as a backwardness symptom. From contrast between ethnographic reality and usual theoretical perspectives, I suggest the benefits of use alternative theoretical references where modern values won’t be considered a goal to be reached by studied populations.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titleEtnografia, modernidade e construção da nação : estudo a partir de um culto afro-brasileiroen
dc.typeTeseen
dc.subject.keywordReligião e sociologiaen
dc.subject.keywordCultos afro-brasileirosen
dc.subject.keywordEtnologiaen
dc.subject.keywordEtnografiaen
dc.location.countryBRAen
Appears in Collections:DAN - Doutorado em Antropologia (Teses)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/5750/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.