Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/5698
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006-Magna Maria de Carvalho.pdf395,07 kBAdobe PDFView/Open
Title: Prevalência de alguns fatores de risco para doenças cardiovasculares na população adulta do município de Quirinôpolis
Authors: Carvalho, Magna Maria de
Orientador(es):: Jardim, Paulo Cesar Brandão Veiga
Assunto:: Sistema cardiovascular - doenças
Fatores de risco
Hipertensão
Issue Date: 18-Oct-2010
Citation: CARVALHO, Magna Maria de. Prevalência de alguns fatores de risco para doenças cardiovasculares na população adulta do município de Quirinôpolis. 2006. 135 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)—Programa Multiinstitucional de Pós-graduação em Ciências da Saúde, UnB, UFG, UFMS, Goiânia, 2006.
Abstract: Objetivo: Determinar e descrever a prevalência de alguns fatores de risco para doenças cardiovasculares e suas associações, na população adulta de Quirinópolis-Go, visando subsidiar um plano de intervenções e a vigilância dos fatores de risco pesquisados. Metodologia: Estudo transversal de base populacional envolvendo a população com 15 anos e mais residentes na zona urbana e rural. Foi aplicado um questionário padrão, através de visitas domiciliares, com tomada de medidas antropométricas, pressão arterial e posteriormente, realizados exames laboratoriais. Resultados: A amostra foi constituída de 714 pessoas, sendo 55,3% do sexo feminino. As prevalências encontradas foram: Hipertensão: 38,8%; Diabetes: 6%; Hipertensão e Diabetes auto-referida: 21% e 5%; Excesso de peso: 46,5%; Circunferência da Cintura aumentada e muito aumentada: 48,7%; Tabagismo: 23,1%; Consumo de risco de bebida alcoólica: 13,2%; Sedentarismo (no tempo livre): 76,4%; Colesterol e triglycerides elevados: 16,7% e 12,2%. A obesidade, o sedentarismo e a circunferência da cintura foram maiores nas mulheres, o restante dos fatores em homens. A prevalência e o acúmulo da maior parte dos fatores de risco aumentou com a idade, assim como se associaram com nível de escolaridade e renda. Os fatores que mostraram associação com a hipertensão arterial, na análise univariada foram o sexo masculino, a idade, o sobrepeso e obesidade, o diabetes, a circunferência da cintura aumentada e muito aumentada, o colesterol e triglicérides elevados. Contudo, os que permaneceram na análise multivariada, foram a idade, circunferência da cintura e glicemia (diabetes). Conclusões: As prevalências da maioria dos fatores de risco estudados se mostraram bastante elevadas. A diferença entre as prevalências de hipertensão e diabetes referidas e as encontradas, denota um desconhecimento da população em relação aos seus problemas de saúde. Esses achados remetem para a necessidade de estruturação dos serviços de atenção primária e secundária no município e o desenvolvimento paralelo de projetos de intervenção e monitoramento desses fatores de risco. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Objective: To determine and to describe the prevalence of some risk factors for cardiovascular disease and its association, in the Quirinópolis adult population, with the purpose of subsidizing intervention programs and the local risk factors surveillance. Methods: It was done a crossectional based-population study including people aged 15 and more, from urban and rural region. The data was obtained through a standardized questionnaire that included blood pressure and anthropometrics measures in the household and the laboratorial tests. Results: A sample of 714 people was used and 55,3% were women. The prevalence of Hypertension was: 38,8%; Diabetes: 6%; Self-reported hypertension and Diabetes: 21% and 5%; Overweight: 46,5%; Large waist circumference: 48,7%; Smoking: 23,1%; Risk alcohol intake: 13,2%; Leisure-time physical inactive: 76,4%; High level Cholesterol and triglycerides: 16,7% and 12,2%. The obesity, physical inactive and waist circumference prevalence were higher in women. The other risk factors were higher in men. The prevalence of the most risk factors increased with age, as well as the number of simultaneous factors, especially in the hypertensive people. It was also found an association between educational level, income and most of the risk factors. The masculine sex, age, overweight and obesity, waist circumference, diabetes, cholesterol and triglycerides were associated with hypertension on the simple analysis, but after logistic regression analysis, the factors remained were age, waist circumference and glycemia (diabetes). Conclusion: The prevalence of most risk factors was very high. The difference between the self-reported hypertension and diabetes prevalence and the ones found by measures shows that people are unaware of their health problems. These found aim to the necessity of reorganizing the local health system in all levels and developing intervention programs ant the same time of a risk factors surveillance system.
Description: Dissertação (mestrado)—Programa Multiinstitucional de Pós-graduação em Ciências da Saúde, UnB, UFG, UFMS, 2006.
Appears in Collections:PPGCS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/5698/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.