Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/5272
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_GuilhermeAlmeidaBorges.pdf575,82 kBAdobe PDFView/Open
Title: Crime e castigo nos modos de "fazer justiça" : um estudo sobre representações sociais da criminalidade urbana, punição e justiça
Authors: Borges, Guilherme Almeida
Orientador(es):: Porto, Maria Stela Grossi
Assunto:: Dostoyevsky, Fyodor, 1821-1881
Literatura russa - história e crítica
Crime e criminosos - justiça
Issue Date: 2009
Citation: BORGES, Guilherme Almeida. Crime e castigo nos modos de "fazer justiça": um estudo sobre representações sociais da criminalidade urbana, punição e justiça. 2009. 119 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: As percepções, valores e representações formuladas sobre a criminalidade urbana e a forma de combatê-la consistem no objeto central da pesquisa empreendida. A categoria central a partir da qual a pesquisa se estruturou é a que aqui se está denominando “Fazer Justiça”. Diz respeito a arranjos discursivos difusos encontrados na população civil que reivindica que, frente à criminalidade, a Justiça seja feita. Esses discursos demonstram a forma como a população interpreta determinados princípios de Justiça frente à realidade na qual vive. Foram pesquisadas pessoas que tiveram contato com o crime violento na condição de vítimas, parentes de vitimas ou testemunhas dos crimes. Por meio do contato com a instituição policial, foram realizadas observações nas delegacias de polícia do Distrito Federal, no intuito de buscar contato com vitimas de crimes violentos e analisar a forma como seus discursos eram gerados e estruturados após o crime ter acontecido. As localidades pesquisadas foram escolhidas a partir de uma categorização das diversas Regiões Administrativas do Distrito Federal de acordo com suas características socioeconômicas. Foram pesquisados o Lago Sul e o Plano Piloto como regiões cuja população possui perfil socioeconômico próximo e poder aquisitivo mais alto e a Ceilândia e o Paranoá foram pesquisadas como áreas representativas das localidades com poder aquisitivo mais baixo do DF. Para a análise dos discursos sobre “Fazer Justiça” foi utilizada a teoria das representações sociais no intuito de buscar o quadro cognitivo e as lógicas que davam subsidio a uma interpretação do crime e das formas de combatê-lo. A análise das Representações Sociais do Crime e do “Fazer Justiça” buscam evidenciar os moldes cognitivos que formam a experiência do crime como uma ordenação dos fatos vividos, de forma que adquiram sentido para a população. O “Fazer Justiça” mais do que uma série de discursos representa uma forma de interpretar a realidade vivida e representar o crime, o criminoso e a criminalidade urbana. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The perceptions, values and representations that are constructed about urban criminality and the way to fight against it consist in the main object of this ressearch. The central category from which that research had structured itself is the “Doing Justice”. It refers to a setting of difuse discourses found in civil population that demands Justice to be done in the criminal issues. This discourses demonstrate the way how population interpretates some principle of Justice in the reality they live. The research was made with people who have contact with the crime as victims, victim’s relatives or witnesses of crimes. Through the contact with police authorities, it has been made observations in the police offices of Distrito Federal, with the propose of getting in touch with violent crime victims and analyzing the way the discourses was strutuctured after the crime happened. The places explored was chosen through a categorization of Administrative Regions of Distrito Federal according to its socioeconomic characteristics. Lago Sul and Brasilia was explored as a sample of high income population and Ceilândia and Paranoá was explored as a sample of low income population. The Social Representation Theory had been the base to analyse the “Doing Justice” discourses with the intention of search the cognitive references and the logics that based an interpretation of crime and the ways to fight against it. The Social Representation analysis of Crime and “Doing Justice” discourses evidenciates the cognitive pattern that construct the experience of crime while it put in order the facts in a way it make sense for the population. “Doing Justice” is more than some discourses, it is a way to interpretate crime, the criminal and the urban criminality.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2009.
Appears in Collections:SOL - Mestrado em Sociologia (Dissertações)
UnB - Brasília 50 anos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/5272/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.