Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/5084
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_GeraldoFerreiradeOliveira.pdf3,29 MBAdobe PDFView/Open
Title: Prevalência do diabetes mellitus e tolerância diminuída à glicose na população indígena, entre 18 e 69 anos de idade, da aldeia Jaguapiru, Dourados - MS, Brasil
Authors: Oliveira, Geraldo Ferreira de
Orientador(es):: Motta, Luiz Augusto Casulari Roxo da
Assunto:: Diabetes
Hipertensão
Glicose
Índios da América do Sul - Mato Grosso do Sul (MS)
Obesidade
Issue Date: 2009
Citation: OLIVEIRA, Geraldo Ferreira de. Prevalência do diabetes mellitus e tolerância diminuída à glicose na população indígena, entre 18 e 69 anos de idade, da aldeia Jaguapiru, Dourados - MS, Brasil. 2009. 114 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: Avaliou-se a prevalência de diabetes mellitus e tolerância diminuída a glicose nos indígenas com idade entre 18 e 69 anos, da aldeia Jaguapiru, Dourados, MS. Estudou-se uma amostra aleatória de 606 indígenas, 268 homens e 338 mulheres. Os dados foram coletados por meio do formulário, do exame clinico, da dosagem da glicemia capilar e do teste oral de tolerância a glicose, quando necessário. Excluíram-se as mulheres grávidas, usuários de corticóide e residentes não indígenas da aldeia e seus descendentes. A prevalência de diabetes foi de 4,5% e de 2,2% para a tolerância diminuída a glicose, com maior freqüência entre as mulheres. A obesidade estava presente em 14,2% dos homens e em 30,8% das mulheres. A prevalência da hipertensão foi de 29,7% entre todos os participantes e de 67,5% entre os indivíduos diabéticos e com tolerância diminuída a glicose. A prevalência de diabetes mellitus e tolerância diminuída a glicose na população entre 18 e 69 anos, da aldeia Jaguapiru, e inferior a da população brasileira. Contudo a freqüência de obesidade foi maior que a apresentada na população brasileira. A prevalência da hipertensão arterial foi semelhante a da população brasileira, não havendo diferença entre os sexos. As mulheres indígenas têm maiores riscos de ter obesidade e diabetes do que os homens. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
To evaluate the prevalence of diabetes mellitus and impaired glucose tolerance in indigenous aged 18 and 69 years, the community Jaguapiru, Dourados, MS. A simple random sample was drawn from the first 349 numbers of a ballot box containing the official figures for all 1,255 homes in the community. Pregnant women and users of corticosteroids were excluded. There were measurements of capillary blood glucose with glucometer and testing of oral tolerance to glucose when needed. The sample of 606 Indians (268 men and 338 women) representing 10.5% of the population of the community. The prevalence of diabetes was 4.5% and impaired glucose tolerance of 2.2%, with higher frequency among women. Obesity was present in 14.2% of men and 30.8% of women. The prevalence of hypertension was 29.7% among all participants and 67.5% among diabetic and impaired glucose tolerance. In relation to the Brazilian population, the prevalence of diabetes mellitus and impaired glucose tolerance were less than that the obesity was higher and hypertension was similar.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2009.
Appears in Collections:PPGCS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/5084/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.