Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/5027
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006_Bruna Pena Sollero.pdf773,17 kBAdobe PDFView/Open
Title: Diversidade genética das raças naturalizadas de suínos no Brasil por meio de marcadores microssatélites
Other Titles: Genetic diversity of naturalized brazilian pig breeds using microsatellite markers
Authors: Sollero, Bruna Pena
Orientador(es):: Mariante, Arthur da Silva
Paiva, Samuel Rezende
Assunto:: Conservação
Estrutura populacional
Suíno
Genética
Biotecnologia
Issue Date: Nov-2006
Citation: SOLLERO, Bruna Pena. Diversidade genética das raças naturalizadas de suínos no Brasil por meio de marcadores microssatélites. 2006. 87 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.
Abstract: Em uma primeira etapa, foi analisada a distribuição das freqüências alélicas, por meio de 24 marcadores microssatélites, em doze grupos genéticos representantes da espécie Sus scrofa, além de um animal da espécie Tayassu tajacu, totalizando 205 animais. Posteriormente, com os mesmos marcadores, estimou-se a diversidade genética intra e inter-racial em cinco dos doze grupos genéticos representados por três raças naturalizadas de suínos do Brasil (Moura, Piau e Monteiro), uma raça comercial (Landrace) e um composto comercial (MS60). Foi ainda testada a existência de estruturação genética dentro dos últimos cinco grupos mencionados, totalizando 182 indivíduos. Os resultados desta segunda análise mostraram que 15,73% da variação total (p<0,001) observada foi em razão das diferenças inter-raciais. Com base no dendrograma, obtido a partir da distância DA de Nei e o método de agrupamento UPGMA, foi possível diferenciar três grupos. O primeiro representado pela raça comercial Landrace e o composto MS60, o segundo por duas raças naturalizadas (Piau e Monteiro), e o terceiro pela raça naturalizada Moura. A análise da variabilidade intra-racial indicou que a raça Piau obteve o maior valor de heterozigosidade dentre as naturalizadas, enquanto que a raça Landrace apresentou os maiores valores dentre as comerciais. A partir de uma análise baeysiana, foi possível identificar uma sub-estruturação somente dentro das raças Monteiro e Piau. Desta forma, foram observados para estas duas raças os menores valores de probabilidade de certificação racial e uma diferenciação genética significativa entre as raças Moura, Landrace e o composto MS60. O painel de marcadores microssatélites utilizados apresentou alta precisão (99,99%) para ser utilizado na exclusão de paternidade, inclusive em raças naturalizadas de suínos e se mostrou efetivo para ser usado como ferramenta importante para o manejo e conservação das raças naturalizadas de suínos. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
On a first step, it was analyzed the allelic distribution with 24 microsatellites loci in twelve genetic groups representing the Sus scrofa species and one animal of the species Tayassu tajacu, come down to 205 animals. After that, with the same microsatellite loci, the genetic diversity was estimated within and between five of the twelve genetic groups, represented by three naturalized Brazilian pig breeds (Moura, Piau and Monteiro), one commercial breed (Landrace) and one composite (MS60). It was also tested the existence of a genetic structure within these five groups, with a total of 182 individuals. The results of this second analysis showed that 15.73% of the total variation (p<0,001) observed was due to differences between breeds. Based on the dendrogram obtained from the DA Nei’s distance and the clustering method UPGMA, it was possible to differentiate three groups. The first one was formed by the commercial breed Landrace and the composite MS60, the second by two of the naturalized breeds (Piau and Monteiro) and the third by Moura naturalized breed. The analysis of the within breed variability indicated that the Piau breed presented the highest value of heterozigosity among the naturalized breeds, whereas the Landrace presented the highest value between the commercial ones. Using a baeysian analysis, a substructure was identified only within the Monteiro and Piau breeds. In such a way, that the lower values for breed certification probability were observed for these two breeds and a significant genetic differentiation between the Moura and Landrace breeds and the composite MS60. The microsatellite marker panel showed used high precision (99.99%), also when used paternity exclusion in naturalized pig breeds and showed to be effective to be used as an important tool for the management and conservation of the naturalized pig breeds.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2006.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Ciências Agrárias (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/5027/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.