Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/4925
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_RogerioFabricioGlass.pdf836,38 kBAdobe PDFView/Open
Title: Estratégia mercadológica : as indicações geográficas como diferencial competitivo no mercado de vinhos
Other Titles: Marketing strategy : the geographical indications as competitive differential in the wine market
Authors: Glass, Rogério Fabrício
Orientador(es):: Castro, Antônio Maria Gomes de
Assunto:: Estratégias de comercialização
Vinho
Agroindústria
Segmentação de mercado
Issue Date: Feb-2008
Citation: GLASS, Rogério Fabrício. Estratégia mercadológica: as indicações geográficas como diferencial competitivo no mercado de vinhos. 2008. 146 f. Dissertação (Mestrado em Agronegócios)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: Este estudo teve como objetivo principal analisar, em termos de estratégia mercadológica, as indicações geográficas (IGs) como diferencial competitivo no mercado de vinhos. Foram três os grupos-alvo desta pesquisa: as vinícolas brasileiras; os consumidores de vinho com alto grau de envolvimento com este produto; e os varejistas especializados na venda de vinhos, ambos do Distrito Federal (Brasil). Esta pesquisa teve caráter exploratório-descritivo e fez uso de questionários estruturados auto-administrados. Sua base conceitual refere-se às estratégias mercadológicas principalmente em relação aos conceitos de segmentação e posicionamento de mercado e ao comportamento do consumidor. Primeiramente, foram analisadas as percepções dos grupos pesquisados sobre vários fatores mercadológicos que têm influencia no consumo do vinho, em especial as indicações geográficas, e, a posteriori, foram verificadas as congruências e incongruências entre os resultados. Observou-se que as IGs são um fator de diferenciação neste mercado e, também, uma característica relevante dos vinhos, de acordo com os consumidores pesquisados. Em sua maioria, estes consumidores estariam dispostos a pagar a mais por vinhos que possuíssem uma IG. As vinícolas brasileiras estão atentas quanto às IGs, já que a grande maioria tem tomado iniciativas nesta direção, no entanto, em termos mercadológicos, esta característica do vinho não está entre as quais têm maior importância. Os varejistas pesquisados acreditam que a IG não é relevante para seus clientes, mas também entendem que é importante para que se aumente a credibilidade e a qualidade dos vinhos nacionais. Exceto em alguns casos, observou-se o quão distintas são as percepções dos grupos pesquisados em relação aos fatores mercadológicos estudados, principalmente sobre a IG. Por fim, concluiu-se, considerando-se o nicho de mercado analisado neste estudo, que as IGs são um fator de diferenciação. Portanto, produtores, vinícolas e suas respectivas regiões que construírem um posicionamento de mercado baseado nas indicações geográficas e em consumidores com alto grau de envolvimento com o produto vinho como mercado-alvo podem obter resultados comerciais positivos. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The main objective of this study was to analyze, in terms of marketing strategy, the geographical indications (GIs) as competitive differential in the wine market. It was three the target groups of this research: Brazilian wineries; wine consumers with a high degree of involvement with this product; and retailers specialized in wines, both from Distrito Federal (Brazil). This research had an exploratory-descriptive nature and used self-administrated structured questionnaires. Marketing strategies, mainly what concerns market segmentation and positioning and consumer’s behavior, were its conceptual basis. Firstly, it was analyzed the researched groups perceptions about several marketing factors which have influence on wine consumption, especially the geographical indication, and, afterwards, it was verified the congruence and incongruence between the results. It was observed that GIs are a differentiation factor in this market and, also, a relevant characteristic of the wines, according to the researched consumers. In its majority, these consumers were willing to pay more for wines that have a GI. The Brazilian wineries are aware about GIs, since the great majority has taken initiatives in this direction, however, in terms of marketing, this wine characteristic is not among those that are more important. The researched retailers believe that the GI is not relevant for their clients, but also understand that it is important to increasing Brazilian wines quality and credibility. Except in some cases, it was observed how distinctive the perceptions, by the researched groups, about the marketing studied factors are, mainly about the GIs. Finally, it was conclude, considering the niche market analyzed in this study, that the GIs are a factor of differentiation. Therefore, producers, wineries and theirs respective regions that construct a market positioning based on geographical indications and on consumers with high degree of involvement with the wine product as target market can obtain positive commercial results.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-graduação em Agronegócios, 2008.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Agronegócios (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/4925/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.