Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/44453
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2022_DéborahLousandoNascimentoPoubel.pdf23,96 MBAdobe PDFView/Open
Title: Influência do pré-aquecimento nas propriedades das resinas compostas
Authors: Poubel, Déborah Lousan do Nascimento
metadata.dc.contributor.email: deborah.lousan@gmail.com
Orientador(es):: Garcia, Fernanda Cristina Pimentel
Assunto:: Resinas dentárias
Cimentos dentários
Resinas compostas
Issue Date: 8-Aug-2022
Citation: POUBEL, Déborah Lousan do Nascimento. Influência do pré-aquecimento nas propriedades das resinas compostas. 2022. [96] f., il. Tese (Doutorado em Odontologia) — Universidade de Brasília, Brasília, 2022.
Abstract: As resinas compostas são materiais restauradores versáteis e amplamente utilizados na odontologia, apresentam excelentes propriedades físicas e mecânicas, abrangendo uma vasta possibilidade estética e funcional. O pré-aquecimento dos compósitos tem sido investigado há alguns anos e tem demonstrado alguns benefícios clínicos e laboratoriais associados à técnica de cimentação. Embora seu uso esteja ganhando espaço, é necessário que o profissional tenha conhecimento sobre os fatores que podem interferir nos resultados esperados, buscando a maior longevidade para os elementos dentais. Com o objetivo de identificar as metodologias de aquecimento empregadas na técnica de cimentação com resinas compostas préaquecidas, uma revisão da literatura foi conduzida em plataformas de busca, identificando 304 artigos, dos quais 14 foram incluídos para análise. Além da revisão, um estudo in vitro foi executado para determinar o tempo necessário de aquecimento para resinas de diferentes marcas e com formulações distintas, bem como analisar o comportamento viscoelástico de cada resina sob diferentes temperaturas. O trabalho mostrou que o uso de aquecedores que mantenham as resinas sem umidade a uma temperatura entre 54 e 68ºC podem ser utilizados. Ao serem submetidas a 60ºC (±4), foram necessários 10 minutos para que as resinas testadas alcançassem a temperatura pré-estabelecida e apresentassem redução de sua viscosidade inicial com valores entre 84 e 94%. No entanto, após a remoção dos materiais da fonte aquecedora, 48% da temperatura foi perdida após 1 minuto e, em apenas 5 minutos, todas as resinas testadas retornaram à temperatura ambiente e viscosidade inicial, limitando consideravelmente o tempo de trabalho. A técnica de pré-aquecimento tem sido vinculada a uma melhor adaptação marginal da restauração indireta devido ao escoamento do material às paredes cavitárias, promovido pela considerável redução de sua viscosidade e espessura adequada de película de cimentação. No entanto, fatores como a composição do material, forma de aquecimento, tempo de trabalho, características da restauração indireta e tempo de fotoativação podem influenciar diretamente na longevidade do procedimento e devem nortear a decisão do cirurgião dentista quanto à escolha da técnica. Deste modo, estudos que simulem sua aplicação clínica, determinando o tempo de trabalho ideal e melhor protocolo de aplicação, com enfoque na manutenção e melhora das propriedades dos materiais devem ser conduzidos para que a técnica alcance maior praticidade e eficiência.
Abstract: The composite resins are versatile restorative materials widely used in dentistry, they have excellent physical and mechanical properties, covering a wide range of esthetic and functional possibilities. The preheating of composites has been investigated for some years and has demonstrated some clinical and laboratory benefits associated with the cementation technique. It is necessary that the clinician have knowledge about the factors that can interfere with the results. The research was performed by scanning papers that use preheated resins, and it has been found 304 articles, 14 of which were included for review. In addition to the review, a different in vitro study was well determined to determine the time marks required for resins with different formulations, such as studying the viscoelastic behavior under different temperatures. The work showed that the use of heaters can keep a resin free of moisture between 54 and 68ºC. Upon reaching 8 minutes at the initial temperature at 60ºC (±4), the values at 80 minutes for resin-1 reduction were presented, the values reaching 8 its initial reduction at 60ºC. However, after removing the materials from the heating source, 48% of the temperature was lost in the first minute, and after 5 minutes all the resins returned to the minute and minute temperature of the initial temperature, limiting themselves to considering the working time. The increase of the temperature improves a better marginal adaptation and better reduction of the thickness of the cement film. However, the composition of the material, the characteristics of the technique, and the time necessary for the procedure can directly influence the technique. In this way, new research can determine the ideal working time and simulation protocol, focusing on the application of materials and improving the technical properties, greater practicality, and efficiency.
Description: Tese (doutorado) — Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Odontologia, Programa de Pós-Graduação em em Odontologia, 2022.
Appears in Collections:ODT - Doutorado em Odontologia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/44453/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.