Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/44355
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2022_ThalitaSalesViana.pdf1,64 MBAdobe PDFView/Open
Title: Os determinantes dos diferenciais salariais no setor público e privado para a categoria de enfermagem
Authors: Viana, Thalita Sales
Orientador(es):: Rossi, Marina Delmondes de Carvalho
Assunto:: Desigualdade de renda
Desigualdade salarial
Setor público
Teoria do capital humano
Issue Date: 28-Jul-2022
Citation: VIANA, Thalita Sales. Os determinantes dos diferenciais salariais no setor público e privado para a categoria de enfermagem. 2022. 76 f., il. Dissertação (Mestrado em Economia) — Universidade de Brasília, Brasília, 2022.
Abstract: A literatura empírica voltada para os diferenciais salariais entre os setores públicos e privados apresentam teorias consistentes que justificam o gaps salariais, dentre elas este estudo aborda as teorias do capital humano, Baumol e a teoria dos componentes institucionais. Este estudo teve como objetivo analisar os gaps salariais entre o setor público em suas três esferas e o setor privado, na categoria de enfermagem, mediante microdados obtidos da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), no período de 2010 a 2019, para cada ocupação do setor de enfermagem, como também na sua totalidade, sendo analisados: volume de empregos entre os setores público e privado, a massa salarial resultante para cada setor, a desigualdade salarial, o diferencial de salários por hora entre os setores público e privado e o diferencial educacional entre os ocupantes de vínculos relativos aos setores público e privado. Foram totalizados após filtro uma amostra de 8.879.484 registros. Destes, 58,6% correspondem a vínculos da iniciativa privada e 41,4% correspondem a vínculos do setor público em sentido amplo subdivididos em 4,4% para servidores da esfera federal, 11,4% pertencentes aos Estados e DF, e os 25,0% restantes, aos municípios. As participações das ocupações Auxiliar de Enfermagem, Enfermeiro e Técnico de Enfermagem foram respectivamente de 28,0%, 23,1% e 49,0%. Em relação ao diferencial bruto salarial obtivemos que as carreiras associadas à enfermagem para o setor público possuem salário hora médio, no mínimo, 40% superior ao da iniciativa privada, com máximo de 51,6%, no ano de 2012. E em relação a diferença educacional obtivemos que as carreiras associadas à enfermagem para o setor público possuem anos de escolaridade, no mínimo, 1,6% superior ao da iniciativa privada, com máximo de 4,0%, no ano de 2018.
Abstract: The empirical literature focused on the salary differentials between the public and private sectors presents consistent theories that justify the salary gaps, among them this study addresses the theories of human capital, Baumol and the theory of institutional components. This study aimed to analyze the salary gaps between the public sector in its three spheres and the private sector, in the nursing category, using microdata obtained from the Annual Social Information List (RAIS), in the period from 2010 to 2019, for each occupation of the nursing sector, as well as in its entirety, being analyzed: volume of jobs between the public and private sectors, the resulting wage bill for each sector, wage inequality, the differential in hourly wages between the public and private sectors and the educational differential between the occupants of bonds related to the public and private sectors. After filtering, a sample of 8,879,484 records was totaled. Of these, 58.6% correspond to private sector bonds and 41.4% correspond to public sector bonds in a broad sense, subdivided into 4.4% for federal employees, 11.4% belonging to the States and DF, and the remaining 25.0% to the municipalities. The participation of the Nursing Assistant, Nurse and Nursing Technician occupations were respectively 28.0%, 23.1% and 49.0%. Regarding the gross salary differential, we found that the careers associated with nursing for the public sector have an average hourly salary, at least, 40% higher than that of the private sector, with a maximum of 51.6%, in 2012. And in relation to educational difference, we found that careers associated with nursing for the public sector have years of schooling at least 1.6% higher than that of the private sector, with a maximum of 4.0%, in 2018.
Description: Dissertação (mestrado) — Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Economia, Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas, 2022.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:ECO - Mestrado em Economia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/44355/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.