Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/44289
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2022_MariaSaleteAlvesQueiroz.pdf1,14 MBAdobe PDFView/Open
Title: Moeda, Estado e integração : um estudo do impacto do Mercosul sobre as desigualdades regionais com dados em painel
Authors: Queiroz, Maria Salete Alves
Orientador(es):: Freddo, Daniela
Assunto:: Mercosul
Integração regional
Blocos econômicos
Desigualdades regionais
Moeda
Issue Date: 19-Jul-2022
Citation: QUEIROZ, Maria Salete Alves. Moeda, Estado e integração: um estudo do impacto do Mercosul sobre as desigualdades regionais com dados em painel. 2022. 105 f. Dissertação (Mestrado em Economia) — Universidade de Brasília, Brasília, 2022.
Abstract: Neste trabalho, como principal objetivo, realiza-se um estudo de caso para o Mercosul sobre o impacto da formação do bloco e da intensificação da integração sobre as desigualdades entre os países integrados, enfatizando o lado monetário da economia. Inicialmente, realiza-se uma breve análise histórica sobre integração regional, em seguida, compara-se por meio de revisão de literatura os argumentos ortodoxos, que justificam a de integração e a formação de blocos regionais, à visão a heterodoxa póskeynesiana, que se mostra crítica quanto aos benefícios de uma maior integração econômica, para então analisar o processo de formação do Mercosul, destacando seus antecedentes, características e fases. Além disso, a fim de confirmar quais das abordagens teóricas é mais próxima à realidade do Mercosul no quesito de ampliação ou redução das desigualdades regionais, é calculado o coeficiente ponderado de variação de renda proposto por um estudo clássico Williamson (1965) e, em seguida, adotam-se dois modelos de regressão utilizando a metodologia econométrica de dados em painel para a estimação do impacto da assinatura do Tratado de Assunção e da intensificação da integração sobre as desigualdades entre os países do bloco. As técnicas de estimação utilizadas são: 1) Modelo MQO para dados empilhados (Pooled OLS); 2) Modelo de Efeitos Fixos (MEF); 3) Estimador de Primeira Diferença (First Difference Estimator); 4) Modelo de Efeitos Aleatórios (MEA). Os resultados de ambos os modelos de regressão usando Primeira Diferença, entendida como a técnica de estimação mais adequada devido às discussões realizadas e aos resultados dos testes de Chow e de Breusch e Pagan, indicam que a intensificação da integração não apresentou impacto estatisticamente significante sobre as desigualdades regionais. Dessa forma, é possível concluir que não existe estatística necessária e suficiente para aceitar ou rejeitar alguma das abordagens analisadas, Ortodoxa e Pós-keynesiana, sobre o impacto de uma maior integração sobre as desigualdades regionais para o caso do Mercosul, apesar de ser possível afirmar que a assinatura do Tratado de Assunção é estaticamente significante para explicar a redução das desigualdades intrabloco, havendo tendência de queda das desigualdades regionais entre os países integrados no período analisado.
Abstract: The main objective of this work is to be a case study for Mercosur about the impact of the formation of the regional bloc and the intensification of integration on the inequalities between integrated countries, emphasizing the monetary side of the economy. Initially, a brief historical analysis of regional integration is presented, then, through a literature review, the orthodox arguments, which justify the integration and formation of regional blocs, are compared to the post-Keynesian heterodox view, which is critical of the benefits of greater economic integration, and then an analysis of the Mercosur formation process is presented, highlighting its antecedents, characteristics and phases. Furthermore, in order to confirm which of the theoretical approaches is closest to the reality of Mercosur in terms of increasing or reducing regional inequalities, the weighted coefficient of income variation proposed by a classic study Williamson (1965) is calculated and then two regression models are adopted using the econometric methodology of panel data to estimate the impact of the Treaty of Asuncion and the intensification of integration on inequalities between the Mercosur countries. The estimation techniques used are: 1) OLS model for stacked data (Pooled OLS); 2) Fixed Effects Model; 3) First Difference Estimator; 4) Random Effects Model. The results of both regression models estimated by First Difference, understood as the most appropriate estimation technique due to the discussions held and the results of the Chow and Breusch and Pagan tests, indicate that the intensification of integration did not have a statistically significant impact on regional inequalities. Thus, it is possible to conclude that there is no necessary and sufficient statistics to accept or reject any of the analyzed approaches, Orthodox and Post-keynesian, on the impact of greater integration on regional inequalities for the case of Mercosur, although it is possible to affirm that the signing of the Treaty of Asuncion is statically significant to explain the reduction of intra-bloc inequalities, with a downward trend in regional inequalities among the integrated countries in the analyzed period.
Description: Dissertação (mestrado) — Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Departamento de Economia, Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas, 2022.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Agência financiadora: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Appears in Collections:ECO - Mestrado em Economia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/44289/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.