Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/44275
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2022_EduardoRodriguesSantos.pdf9,8 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBernardino-Costa, Joaze-
dc.contributor.authorSantos, Eduardo Rodrigues-
dc.date.accessioned2022-07-15T21:56:30Z-
dc.date.available2022-07-15T21:56:30Z-
dc.date.issued2022-07-15-
dc.date.submitted2022-05-11-
dc.identifier.citationSANTOS, Eduardo Rodrigues. “O futuro do mundo está no mato”: conexões entre o Quilombo Lagoas e a terra. 2022. 168 f., il. Dissertação (Mestrado em Sociologia) — Universidade de Brasília, Brasília, 2022.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unb.br/handle/10482/44275-
dc.descriptionDissertação (mestrado) — Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2022.pt_BR
dc.description.abstractEste trabalho tem como objetivo principal perceber quais são as conexões entre as(os) quilombolas do território Lagoas, situado ao sudeste piauiense, e a terra do quilombo, observando a partir desse momento quais são os sentidos da terra para essa população. Foi realizado um trabalho etnográfico entre agosto e outubro de 2021, além de entrevistas com mulheres e homens de Lagoas que estão em posições estratégicas em relação às associações de moradores constituintes da organização política quilombola na região, no mesmo período. A partir das informações obtidas, foi possível identificar algumas formas de conexões entre quilombolas e a terra, como a partir da agricultura familiar, da caprinocultura, da apicultura, da religiosidade e das relações de parentesco, sendo tais formas atravessadas pela noção de terra de conjunto presente na organização territorial do quilombo. Com a compreensão das formas, como essas atividades são geridas em Lagoas, foi percebido a presença constante da categoria modo de viver nos relatos das(os) lagoanas(os), ao passo que tal categoria, tomada a partir das atividades apontadas, se relaciona com as noções de biointeração, modos de existência, terra comum e bem viver. A partir dessas reflexões, pode-se compreender de que maneira a terra é importante para a sobrevivência do quilombo e para a garantia das condições de existência das(os) quilombolas. Tomando as demandas da comunidade como orientador, há a preocupação em discutir o projeto de exploração de minério de ferro no território Lagoas, partindo das contribuições e relatos quilombolas e dialogando sobre os impactos em relação, e em contraponto, ao modo de viver em Lagoas, podendo impactar sobre as conexões da população com a terra. Por fim, após esse trajeto, sendo este um quilombo localizado em uma região caracterizada pela estiagem e altas temperaturas, entende-se que as conexões entre quilombolas e a terra potencializam a existência de Lagoas por tornar possível a realização de atividades econômicas que, necessariamente, passam pela preservação da biodiversidade e dos recursos naturais, gestando um projeto político comunitário nessas bases, sendo possível, a partir desse caso, lançar reflexões sobre como pensar o futuro.pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.title“O futuro do mundo está no mato” : conexões entre o Quilombo Lagoas e a terrapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.keywordQuilombospt_BR
dc.subject.keywordComunidades quilombolaspt_BR
dc.subject.keywordMineraçãopt_BR
dc.subject.keywordCaatingapt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1The main objective of this work is to understand the connections between the quilombolas of the Lagoas territory, located in the southeast of the state of Piauí, and the land of the quilombo, observing from there what are the meanings of the land for this population. An ethnographic work was carried out between August and October 2021, and interviews with women and men from Lagoas who are in strategic positions in relation to the residents' associations that compose the quilombola political organization in the region. From the information obtained, it was possible to identify some forms of connections between quilombolas and the land, such as family farming, goat farming, beekeeping, religiosity, and kinship relations, and these forms are crossed by the notion of conjunct land, present in the quilombo territorial organization. With the understanding of the ways in which these activities are managed in Lagoas, the constant presence of the category way of living was perceived in the reports of the Lagoas population, while this category, taken from the activities mentioned, is related to the notions of biointeraction, ways of existence, common land, and good living. From these reflections, it is possible to understand how the land is important for the survival of the quilombo and for the guarantee of the quilombolas' conditions of existence. Taking the demands of the community as a guide, there is a concern to discuss the iron ore exploration project in the Lagoas territory, , based on the quilombolas' contributions and reports, and discussing the impacts in relation, and in counterpoint, to the way of living in Lagoas, which may impact on the connections of the population with the land. Finally, after this trajectory, Lagoas being a quilombo located in a region characterized by drought and high temperatures, it is understood that the connections between quilombolas and the land increase the existence of Lagoas by making possible the realization of economic activities that necessarily pass through the preservation of biodiversity and natural resources, creating a political community project on these bases, being possible, from this case, to throw reflections on how to think about the future.pt_BR
dc.contributor.emaileduardors329@gmail.compt_BR
Appears in Collections:SOL - Mestrado em Sociologia (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/44275/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.