Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/43779
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2022_AndréSeguraTomasi.pdf18,17 MBAdobe PDFView/Open
Title: Sobre o açaí no Lago Capanã Grande/AM : relações sociais e circulação de valores e significados em uma cadeia de tradução
Authors: Tomasi, André Segura
Orientador(es):: Nogueira, Mônica Celeida Rabelo
Assunto:: Açaí
Extrativismo
Cadeia de valor
Desenvolvimento sustentável
Amazônia - Brasil
Issue Date: 23-May-2022
Citation: TOMASI, André Segura. Sobre o açaí no Lago Capanã Grande/AM: relações sociais e circulação de valores e significados em uma cadeia de tradução. 2022. 205 f., il. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural) — Universidade de Brasília, Brasília, 2022.
Abstract: A sazonalidade ritmada das plantas, para o caso do açaí solteiro (Euterpe precatoria), marca os tempos da vida em sociedade e as combinações de pessoas no Lago do Capanã Grande, sul do estado do Amazonas. A venda pelas famílias e pelos grupos extrativistas aos comerciantes da região faz com que o açaí deixe de ser apenas parentesco e aliança. Quando vendido, o fruto passa para sua ontologia mercadoria, atrelada ao seu valor-preço, à sua tradução econômica, e, ainda, para sua ontologia valor-conservação, na qualidade de vetor do desenvolvimento sustentável. A semântica culturalmente localizada (associada às práticas, rotinas, domínios técnicos, aliança e reciprocidade) interage com os fluxos multiescalares de demanda por alimentos (mercados, estoques, contratos, processamento e consumo), conectando comunidades amazônicas aos circuitos geopolíticos da cooperação internacional dedicados à agenda do desenvolvimento sustentável (conservação do meio ambiente, clima e biodiversidade). Compreender como as sociabilidades florestais culturalmente localizadas interagem com fenômenos de mercado e do desenvolvimento sustentável, emulando modalidades de combinações e prestações entre pessoas, é interpretar as várias possibilidades de tradução que conferem valor ao açaí ao longo de uma cadeia de mútua afetação entre humanos e plantas. A hipótese formulada diz que a coleta sazonal do açaí desvela um repertório local de reciprocidade = {combinações e prestações (parentesco, aliança e trocas comerciais)} que mobiliza rotinas e práticas sazonais para a coleta e venda do açaí, fazendo-o transitar pelos circuitos do mercado e do desenvolvimento sustentável. A pesquisa apoiou-se em registros de campo pré-pandemia do coronavírus; na aplicação de um formulário na modalidade survey sobre produção, trabalho e renda das famílias que participam do projeto de desenvolvimento sustentável; e também em pesquisa documental e bibliográfica. Verificou-se que o açaí é algo que carrega e circula valores em descontinuidades e continuidades de interações que o requalificam a cada salto ao longo da cadeia de tradução. Seu trânsito por múltiplos circuitos e sistemas de valoração mobiliza ontologias, significados, modos de vida e trabalho.
Abstract: The seasonality of plants, for the açaí (Euterpe precatória), marks the times of life in society and combinations of people in the Capanã Grande Lake, Southern Amazonas, Brazil. Açaí trade to regional merchants, by local families and extractivists, makes it no longer a matter of just kinship and alliance. When sold, the fruit passes to its commodity ontology, tied to its value-price, an economic translation, and also, to its conservation-value ontology, as sustainable development vector. Culturally-grounded semantic – associated with practices, routines, technical domains, alliance and reciprocity – interacts with multiscalar food-demand flows (markets, stocks, contracts, processing and consumption), connecting Amazonian communities to the geopolitical circuits of international cooperation dedicated to the sustainable development agenda (environmental conservation, climate and biodiversity). Understand how local-cultural forest sociabilities interact with market and sustainable development phenomena, emulating modalities of combinations and commitments between people, represents interpreting the various translation possibilities that give açaí value along a chain of mutual affection between humans and plants. The formulated hypothesis points that the seasonal harvest of açaí unveils a local repertory of reciprocity = {combinations and commitments (kinship, alliance and trade)}, which mobilizes seasonal routines and practices for its harvest and sale, making it transit through market and sustainable development circuits. This research was based on field data collection pre-coronavírus pandemic, through a survey on production, labor, and income of the families part of the sustainable development project; and also on documentary and bibliographic materials. It was found that açaí carries and circulates values in discontinuities and continuities of interactions which requalify it at each leap across the translation chain. Its transit through multiple circuits and value systems mobilizes ontologies, meanings, livelihoods and labor.
Description: Dissertação (mestrado) — Universidade de Brasília, Faculdade UnB Planaltina, Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural, 2022.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FUP - Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/43779/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.