Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/4354
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_RenatoSoaresPeresFerreira.pdf625,12 kBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorOliveira, Márcio Nunes Iorio Aranha-
dc.contributor.authorFerreira, Renato Soares Peres-
dc.date.accessioned2010-04-28T19:01:35Z-
dc.date.available2010-04-28T19:01:35Z-
dc.date.issued2009-08-
dc.identifier.citationFERREIRA, Renato Soares Peres. A (in)adequação dos mecanismos regulatórios setoriais aos institutos jurídicos de índole constitucional do mercado e da universalização de serviços públicos. 2009. 185 f. Dissertação (Mestrado em Direito)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/4354-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Direito, 2009.pt_BR
dc.description.abstractA presente dissertação investiga de que maneira a regulação setorial instituída no Brasil compatibilizou-se ou deixou de se compatibilizar com os institutos jurídicos de índole constitucional do mercado e da universalização de serviços públicos. Adotou, para isso, como estudo de caso, a regulação do Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) estabelecida, no setor de telecomunicações, a partir da privatização do sistema TELEBRÁS, analisando as principais linhas da política regulatória desse serviço até o ano de 2007. O trabalho cuida, assim, em um primeiro passo, da abordagem teórica da regulação, do mercado e da universalização, enquanto conceitos expressos jurídica e constitucionalmente no Brasil e, em seguida, analisa a configuração da regulação brasileira, diante das teorias e rationales regulatórias e do estudo de caso escolhido. Ao final, conclui-se pela adequação, ao menos relativa, entre as políticas regulatórias desenvolvidas para o STFC e os pressupostos constitucionais do mercado e da universalização, principalmente em razão da estratégia escolhida, de ampliar aos poucos a competição e exigir das empresas incumbentes o cumprimento, antes da ampliação definitiva da competição, de metas de universalização. _________________________________________________________________________________ ABSTRACTen
dc.description.abstractThis dissertation focuses on the Brazilian regulatory framework and its correlation with the constitutional principles of market and universal service. With this objective in mind, it zeroed in on the case of regulating Fixed Switched Telephone Service (STFC) after the privatization of the TELEBRÁS system, focusing on the main regulatory policies applied to this service until 2007. This research includes, as a first step, a theoretical study of regulation, market and universal service as concepts adopted by the Constitution of Brazil and, as a second step, analyses the Brazilian regulatory framework, according to theories of regulation and the selected case. As conclusion, this study states that there is a partial consistence between regulatory policies developed for the STFC and the constitutional values of market and universal service, especially due to the chosen strategy of light pro-competition regulation in the first moment and universal service obligations, in charge of the incumbent companies.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titleA (in)adequação dos mecanismos regulatórios setoriais aos institutos jurídicos de índole constitucional do mercado e da universalização de serviços públicosen
dc.typeDissertaçãoen
dc.subject.keywordTelecomunicações - regulaçãoen
dc.subject.keywordRegulação econômicaen
dc.subject.keywordDireito constitucionalen
dc.location.countryBRAen
Appears in Collections:FD - Mestrado em Direito (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/4354/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.