Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/43465
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2021_PriscillaMarmentini.pdf1,16 MBAdobe PDFView/Open
2021_PriscillaMarmentini_PRODUTO.pdfProduto694,88 kBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCruz, Tânia Cristina da Silva-
dc.contributor.authorMarmentini, Priscilla-
dc.date.accessioned2022-04-14T20:22:45Z-
dc.date.available2022-04-14T20:22:45Z-
dc.date.issued2022-04-14-
dc.date.submitted2021-12-29-
dc.identifier.citationMARMENTINI, Priscilla. Estratégias para a transferência de tecnologias sociais da Embrapa como ferramenta de inovação para a agricultura familiar da região rural de Apiacás e de Alta Floresta/ MT. 2021. 76 f., il. Dissertação (Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação) — Universidade de Brasília, Brasília, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unb.br/handle/10482/43465-
dc.descriptionDissertação (mestrado) — Rede Nacional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação, Universidade de Brasília, Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação, 2021.pt_BR
dc.description.abstractAs tecnologias sociais promovem educação, cidadania, inclusão, acessibilidade, sustentabilidade, participação e cultura, ou seja, uma transformação social. Transferência de tecnologia é um processo que tem como objetivo assegurar que o desenvolvimento científico e tecnológico seja acessível para uma gama maior de usuários que podem desenvolver e explorar a tecnologia em novos produtos, processos aplicações, materiais e serviços. No Estado de Mato Grosso mais de 100 mil pessoas vivem da agricultura familiar, em meio ao desenvolvimento das commodities de grãos, carne e açúcar, conhecida como “agricultura de commodities”, baseada no modelo agroexportador que se estabeleceu com o apoio de políticas de substituição das importações, modernização dos meios de produção, melhoria das técnicas de correção e adubação dos solos, seleção de variedades de grãos e pastagens, inserção de novos sistemas de cultivos em áreas antes não aproveitadas ou subaproveitadas, uso intensivo de insumos e tecnologias redutoras de mão de obra. E nesse contexto econômico, agricultores familiares têm dificuldade de se manter, seja pelas tradições de cultivo, que não são mais passadas de geração para geração, (recém-assentados pela reforma agrária, exgarimpeiros, ex-madeireiros, ou os afetados pelo desemprego urbano), seja por falta de assistência técnica, seja pelo menor volume de recursos financeiros destinados ao crédito rural para este segmento. Em especial porque como as pequenas propriedades tendem a ficar defasadas na aquisição das tecnologias convencionais, revelando-se necessário proporcionar alternativas tecnológicas e inovadoras, promovendo-se contínuo desenvolvimento rural. Além disso, a inovação nas pequenas propriedades também contribui para o processo de sucessão familiar, mantendo no campo as futuras gerações, a partir da adoção de práticas que proporcionam melhoria da qualidade de vida e consequente geração de renda, com reflexo, também, no melhor uso dos recursos naturais. A Embrapa promove a difusão dos conhecimentos e tecnologias obtidos a partir dos trabalhos desenvolvidos por sua equipe técnica, isoladamente ou em parceria com terceiros, por meio de transferência de tecnologia, intercâmbio de conhecimento, bem como por meio da construção coletiva do conhecimento.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleEstratégias para a transferência de tecnologias sociais da Embrapa como ferramenta de inovação para a agricultura familiar da região rural de Apiacás e de Alta Floresta/ MTpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.keywordTecnologias sociaispt_BR
dc.subject.keywordTransferência de tecnologiapt_BR
dc.subject.keywordAgricultura familiarpt_BR
dc.subject.keywordInovaçãopt_BR
dc.subject.keywordEmbrapapt_BR
dc.description.abstract1Social technologies promote education, citizenship, inclusion, accessibility, sustainability, participation and culture, that is, a social transformation. Technology transfer is a process that aims to ensure that scientific and technological development is accessible to a wider range of users who can develop and exploit technology in new products, processes, applications, materials and services. In the State of Mato Grosso, more than 100,000 people live off family farming, amid the development of grain, meat and sugar commodities, known as "commodity agriculture", based on the agro-export model that was established with the support of substitution policies of imports, modernization of means of production, improvement of soil correction and fertilization techniques, selection of grain and pasture varieties, insertion of new cropping systems in previously unused or underutilized areas, intensive use of inputs and reducing technologies by hand of work. And in this economic context, family farmers find it difficult to maintain themselves, either because of the cultivation traditions, which are no longer passed from generation to generation, (recently settled by agrarian reform, ex-garimpeiros, ex-loggers, or those affected by unemployment urban), either for lack of technical assistance, or for the smaller volume of financial resources destined to rural credit for this segment. Especially because as small properties tend to lag behind in the acquisition of conventional technologies, it is necessary to provide technological and innovative alternatives, promoting continuous rural development. In addition, innovation in small properties also contributes to the family succession process, keeping future generations in the field, through the adoption of practices that provide improved quality of life and consequent income generation, also reflecting on the best use of natural resources. Embrapa promotes the dissemination of knowledge and technologies obtained from the work developed by its technical team, alone or in partnership with third parties, through technology transfer, knowledge exchange, as well as through the collective construction of knowledge.pt_BR
dc.contributor.emailpriscilla.marmentini@embrapa.brpt_BR
Appears in Collections:CDT - Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/43465/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.