Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/41412
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_GracielyGarciaSoares.pdf4,11 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMendes, Solange Alves de Oliveira-
dc.contributor.authorSoares, Graciely Garcia-
dc.date.accessioned2021-07-14T14:31:11Z-
dc.date.available2021-07-14T14:31:11Z-
dc.date.issued2021-07-14-
dc.date.submitted2020-12-14-
dc.identifier.citationSOARES, Graciely Garcia. O saber-fazer docente: uma análise do processo de didatização dos programas Alfa e Beto e PNAIC. 2020. 236 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unb.br/handle/10482/41412-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2020.pt_BR
dc.description.abstractEsse estudo buscou analisar as tessituras do saber-fazer docente, a partir dos programas Alfa e Beto e o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa-PNAIC, em duas turmas de 1º ano do ensino fundamental. Teoricamente, está ancorado nas teorias da transposição didática (CHEVALLARD,1991), fabricação do cotidiano (CERTEAU, 2012; 1994; 1985), bem como nos saberes mobilizados na ação (CHARTIER, 2007; 2002; 2000; 1998); e no campo da linguagem em Morais (2019; 2012; 2010; 2007; 2006; 2005; 2004), Soares (2017; 2016; 2003; 2001), Mortatti (2010; 2008; 2004; 2000). Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa (LÜDKE; ANDRÉ, 2003) que se configurou como um estudo de caso do tipo etnográfico. Para o tratamento dos dados, optou-se pela análise de conteúdo temática, conforme Bardin (2016) e Franco (2008). Como técnicas de investigação, recorreu-se à observação participante em duas escolas pertencentes à Coordenação Regional de Ensino de Samambaia/DF, sendo seis no 1º e seis no 2º semestre de 2019, totalizando 12 observações em ambas as turmas. Foram realizadas, também, entrevistas não estruturadas (LAVILLE; DIONE, 1999) ao longo das observações, buscando entender as escolhas didáticas e pedagógicas acionadas pelas professoras, bem como os objetivos alcançados ou não durante as ações didáticas. Como resultados, o estudo sinalizou para pontos de aproximação e de distanciamento entre as práticas acompanhadas. No concernente à rotina pedagógica, em aspectos, tais como: retomada das aulas anteriores, correção coletiva e individual de atividades, houve uma equiparação entre os grupos-classe, variando, todavia, os modos de intervenção das docentes; ao contrário da atividade de roda de conversa, em que se sobressaiu a professora Sol, do PNAIC. Em relação ao trabalho realizado com o sistema de escrita alfabética, houve maior investimento nos dois grupos-classe, em atividades de leitura e escrita de palavras, bem como exploração da direção da escrita em ambas as turmas. No eixo da consciência fonológica, como esperado, verificou-se um maior destaque à segmentação de palavras em fonemas e escrita dessa unidade linguística com o mesmo fonema inicial, no caso da professora Lua – Alfa e Beto e, no caso da docente Sol – PNAIC, a escrita de palavras com rimas e aliterações. Houve semelhança na frequência absoluta da atividade de leitura de texto das professoras para a turma e uma tímida diferença entre essa atividade realizada pelo estudante para o grupo-classe da docente Sol e leitura de texto feita pelo aprendiz para a professora Lua. Já em relação à compreensão textual, com menor investimento que o eixo anterior, prevaleceram, em ambas as turmas, as questões de localização de informações na superfície textual, em detrimento das questões de opinião e inferenciais. No campo da produção textual, houve um decréscimo notório nas duas turmas; cremos, pela complexidade da atividade que envolve todo um processo de planificação, acrescido ao fato de a preocupação recair, sobretudo, na aprendizagem do sistema de escrita alfabética. No eixo da oralidade, houve destaque à exploração dos conhecimentos prévios dos estudantes nas turmas pesquisadas e, por fim, quanto ao tratamento dado à heterogeneidade das aprendizagens, bem como ao erro do estudante, destacaram-se o controle das duas turmas, pensando no espaço da sala de aula, e a perspectiva corretiva do erro, em geral, desprovido de reflexão, assim como uma perspectiva mais avaliativa/coercitiva da leitura para o grupo-classe.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleO saber-fazer docente : uma análise do processo de didatização dos programas Alfa e Beto e PNAICpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.keywordPacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC)pt_BR
dc.subject.keywordAlfabetizaçãopt_BR
dc.subject.keywordLetramentopt_BR
dc.subject.keywordPráticas docentespt_BR
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.pt_BR
dc.description.abstract1This study aimed to analyze the entwine of teaching know-how from the Alfa and Beto Program and the Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa-PNAIC, in two 1st year elementary school classes. Theoretically, it is anchored in authors such as: Chevallard (1991); Certeau (2012; 1994; 1985); Chartier (2007; 2002; 2000; 1998), in the theories of didactic transposition, everyday fabrication, as well as in the knowledge mobilized in the action; Morais (2019; 2012; 2010; 2007; 2006; 2005; 2004), Soares (2017; 2016; 2003; 2001), Mortatti (2010; 2008; 2004; 2000) among others, in the field of language. This is a qualitative research (LÜDKE; ANDRÉ, 2003) which is configured as an ethnographic case study. For the treatment of the data, we opted for the thematic content analysis, according to Bardin (2016) and Franco (2008). As research techniques, participant observation was used in two schools belonging to the Coordenação Regional de Ensino de Samambaia/DF, six in the 1st and six in the 2nd semester of 2019, totaling 12 in both classes. Unstructured interviews were also conducted (LAVILLE; DIONE, 1999) throughout the observations, aiming to understand the didactic and pedagogical choices triggered by the teachers as well as the objectives achieved or not during the didactic actions. As results, the study indicated points of approximation and distance between the practices followed. Regarding the pedagogical routine, in aspects such as: resumption of previous classes, collective and individual correction of activities, there was an equivalence between the class groups, but there was a difference between the teachers’ modes of intervention; unlike the conversation circle activity, in which the Teacher Sol of PNAIC stood out. In relation to the work carried out with the alphabetical writing system, there was greater investment in word reading and writing activities, as well as exploring the direction of writing. In the axis of phonological consciousness, as expected, there was a greater emphasis on the segmentation of words in phonemes and writing of this linguistic unit with the same initial phoneme, in the case of teacher Lua – Alfa and Beto and, in the case of teacher Sol – PNAIC, the writing of words with rhymes and alliterations. There was similarity in the absolute frequency of text reading activity by the teachers for the class and a shy difference between this activity performed by the student for the class group (the teacher Sol excelled) and text reading made by learner to the teacher (highlight of the Lua class group). In relation to textual comprehension, with less investment than the previous axis, the questions of information location on the textual surface prevailed, to the detriment of questions of opinion and inferential. In the field of textual production, there was a notorious decrease, we believe, due to the complexity of the activity that involves a whole planning process added to the fact that the concern is mainly the learning of the alphabetical writing system. In the axis of orality, there was emphasis on the exploration of the students’ previous knowledge and, finally, the treatment given to the heterogeneity of learning, as well as the error of the student, the control of the two classes stood out, thinking about the classroom space, the corrective perspective of the error, in general, devoid of reflection, as well as a more evaluative/coercive perspective of reading for the class group.pt_BR
Appears in Collections:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/41412/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.