Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/41245
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2021_PâmelaQuesiadaSilva.pdf1,59 MBAdobe PDFView/Open
Title: Educação Física escolar e esporte : balanço bibliográfico pós movimento renovador
Authors: Silva, Pâmela Quesia da
Orientador(es):: Costa, Jonatas Maia da
Assunto:: Educação física escolar
Esporte
Teorias da Educação Física
Issue Date: 22-Jun-2021
Citation: SILVA, Pâmela Quesia da. Educação Física escolar e esporte: balanço bibliográfico pós movimento renovador. 2021. 115 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2021.
Abstract: Este trabalho tem o propósito de apresentar um relatório sobre a compreensão e a problematização acerca da relação dialética entre a Educação Física Escolar e o Esporte sob a perspectiva crítica de educação e Educação Física. Para tal, o estudo procurou: a) identificar a função da educação, da Educação Física escolar e da cultura corporal; além de b) discutir o esporte e problematizar o porquê este é ou deve ser tema da escola; assim como, c) apreender como o Movimento Renovador da Educação Física (MREF) tratou o esporte, sobretudo qual sua relação com a Educação Física Escolar e como as teorias desenvolvidas após o MREF abordaram o esporte nas suas proposições. Como ideia reguladora, adotou-se a monografia de base como produto final do curso de pós-graduação em nível de mestrado. Decidiu-se pela abordagem qualitativa e pela pesquisa bibliográfica, também denominada de pesquisa de fontes secundárias. Desse modo, buscamos analisar as teorias crítico-emancipatória, construtivista, cultura de movimento, corporeidade, estudos culturais da EF, e os documentos, recomendações do sistema Confef/Crefs, PCNs e Lições do Rio Grande. Levando em conta as características desta investigação, buscou-se analisar os achados a partir das lentes teóricometodológicas centradas no materialismo histórico, sob o método dialético, tendo como referencial as teorias críticas da educação e Educação Física. Por afinidade teórica, operou-se também com o conceito de cultura corporal referenciada na teoria crítico-superadora e cunhado pelo Coletivo de Autores, pioneiro na organização teórica pós MREF, como objeto de conhecimento da EF. Sob o prisma das teorias críticas, entende-se que a educação, a EF escolar e o esporte possuem elementos que auxiliam na formação e constituição de homens e mulheres conscientes, autônomos e comprometidos com o processo de emancipação. A escola, a EF escolar e o esporte podem ser considerados instrumentos que viabilizam o engrandecimento formativo dos sujeitos. A função da escola é de atender aos interesses da classe trabalhadora através do saber sistematizado. O perfil de educação voltado para atender aos interesses do capital é absolutamente contrário à perspectiva emancipadora de educação. Atribuem-se as características da escola à EF escolar, inclusive as lutas travadas ao longo de sua história e hoje em suas condições do “vir a ser” pertencente à formação humana. A burguesia, assim como fez com a educação de um modo geral, também buscou dominar a EF escolar e camuflar a luta de classes. A cultura corporal, por sua vez, como objeto de conhecimento da EF compreende a luta de classes e sua relação orgânica com a EF escolar. As conclusões apontam que é a partir da prática pedagógica e social da EF nos prismas diagnósticos, judicativo e teleológico que de fato, em alguma medida, a classe trabalhadora terá o acesso de qualidade aos temas da cultura corporal, entre os quais o esporte. Assim, cabe à escola, neste caso à EF escolar, proporcionar uma reflexão comprometida e ampliada com as camadas populares, pois o esporte é um bem cultural criado pelos homens e tem seu local privilegiado e formativo na escola. Por fim, destacamos que o debate das produções que relacionam o esporte e a EF escolar apresentou estagnação, ou seja, o que há de mais completo e revolucionário ainda é a obra Metodologia do Ensino de Educação Física, o Coletivo de Autores
Abstract: This work has the purpose of presenting a report on the understanding and problematization about the dialectical relationship between School Physical Education and Sport from the critical perspective of education and Physical Education. To this end, the study sought to: a) identify the role of education, physical education at school and body culture; in addition to b) discussing sport and discussing why it is or should be a school theme; as well as, c) apprehend how the Movement for the Renewal of Physical Education (MREF) treated sport, especially what is its relationship with School Physical Education and how the theories developed after MREF approached sport in its propositions. As a regulatory idea, the basic monograph was adopted as the final product of the postgraduate course at the master's level. It was decided for the qualitative approach and by the bibliographic research, also called research of secondary sources. Thus, we seek to analyze the critical-emancipatory, constructivist theories, culture of movement, corporeality, cultural studies of PE, as well as the documents, recommendations of the Confef / Crefs system, PCNs and Rio Grande lessons. Taking into account the characteristics of this investigation, we sought to analyze the findings from the theoreticalmethodological lenses centered on historical materialism, under the dialectical method, having as reference the critical theories of education and Physical Education. For theoretical affinity, it also operated with the concept of body culture referenced in the criticalovercoming theory and coined by the Collective of Authors, a pioneer in the theoretical organization after MREF, as an object of knowledge of PE. Under the prism of critical theories, it is understood that education, school PE and sport have elements that help in the formation and constitution of conscious, autonomous men and women committed to the process of emancipation. The school, school PE and sport can be considered instruments that enable the subjects' formative aggrandizement. The function of the school is to serve the interests of the working class through systematized knowledge. The education profile aimed at serving the interests of capital is absolutely contrary to the emancipatory perspective of education. The characteristics of the school are attributed to the school PE, including the struggles fought throughout its history and today in its conditions of "becoming" belonging to human formation. The bourgeoisie, just as it did with education in general, also sought to dominate school PE and camouflage the class struggle. Body culture, in turn, as an object of knowledge of PE comprises the class struggle and its organic relationship with school PE. The conclusions point out that it is from the pedagogical and social practice of PE in the diagnostic, judicial and teleological prisms that in fact, to some extent, the working class will have quality access to the themes of body culture, including sport. Thus, it is up to the school, in this case the school PE, to provide a committed and expanded reflection with the popular strata, as sport is a cultural asset created by men and has its privileged and formative place in the school. Finally, we highlight that the debate on the productions that relate sport and school PE has stagnated, that is, what is most complete and revolutionary is still the work by Methodology of Teaching Physical Education, the Collective of Authors
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, 2021.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FEF - Mestrado em Educação Física (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/41245/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.