Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/4108
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_JanduhyPereiradosSantos.pdf5,63 MBAdobe PDFView/Open
Title: Aspectos geoambientais e epidemiológicos em áreas de transmissão da hantavirose no Distrito Federal : estudo de caso - São Sebastião 2004 a 2008
Authors: Santos, Janduhy Pereira dos
Orientador(es):: Steinke, Ercília Torres
Assunto:: Geografia médica
Hantavirose
Climatologia geográfica
Solos - uso
Issue Date: 7-Apr-2010
Citation: SANTOS, Janduhy Pereira dos Santos. Aspectos geoambientais e epidemiológicos em áreas de transmissão da hantavirose no Distrito Federal : estudo de caso - São Sebastião 2004 a 2008. 2009. 91 f. : il. Dissertação (Mestrado em Geografia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: As hantaviroses apresentam distribuição mundial e constituem importante problema de saúde pública. A epidemiologia da hantavirose no Brasil mostra que vem aumentando a cada ano o número de casos que são notificados e de variantes que têm sido descobertas em diversos estados e no Distrito Federal. Neste contexto, o estudo tem como objetivo principal de analisar a influência do clima e do uso e da ocupação do solo na disseminação da hantavirose no Distrito Federal, no período de 2004 a 2008. Para a realização desta pesquisa, foram utilizados dados epidemiológicos, climáticos e do uso da terra e imagens provenientes de sensores orbitais com fins de elaborar tabelas, climogramas, gráficos e cartogramas para detalhar a espacialização da hantavirose no território. Dos 40 LPIs (Locais Prováveis de Infecção) plotados no mapa de Cobertura e Uso da Terra, 19 (47%) ocorreram em áreas de pastagens, 10 (25%) em área urbana (periurbana), 06 (15%) em áreas utilizadas para a agricultura e 05 (12%) em espaços de cerrado. Sendo assim, as atividades agrícolas e a expansão urbana em direção às áreas de cerrado vêm favorecendo a disseminação da hantavirose no Distrito Federal e em especialmente em São Sebastião. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The Hantaviruses have worldwide distribution and are important public health problem. The epidemiology of Hantaviruses in Brazil shows that is increasing every year the number of cases that are reported and variants have been discovered in several states and the Federal District. In this context, the study has as main objective to examine the influence of climate and the use and occupation of land in the spread of Hantavirus in Federal District, in the period from 2004 to 2008. To achieve this research, we used epidemiological data, climate and land use and images from orbital sensors for the purpose of drafting tables, weather graphics, graphics and cartogram for the spatial detail of Hantavirus in the area. Of the 40 probable site of infection (PSIs) plotted on the map of Coverage and Land Use, 19 (47%) occurred in areas of pastures 10 (25%) in urban areas (periurban), 06 (15%) in areas used for agriculture and 05 (12%) in areas of savanna. So the agricultural activities and urban expansion towards the savanna areas have helped the spread of Hantavirus in the Federal District and especially in São Sebastião.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, 2009.
Appears in Collections:GEA - Mestrado em Geografia (Dissertações)
UnB - Brasília 50 anos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/4108/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.