Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/4096
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_MichelledosSantos.pdf2,87 MBAdobe PDFView/Open
Title: A construção de Brasília nas tramas de imagens e memórias pela imprensa escrita (1956-1960)
Authors: Santos, Michelle dos
Orientador(es):: Kuyumjian, Marcia de Melo Martins
Assunto:: Brasília (DF) - história
Jornais
Imprensa escrita
Issue Date: 9-Sep-2008
Citation: SANTOS, Michelle dos. A construção de Brasília nas tramas de imagens e memórias pela imprensa escrita (1956-1960). 2008. 260 f. Dissertação (Mestrado em História)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: Ao apreender e significar a construção de Brasília pelos imaginários sociais, mudancista e antimudancista, moldados entre os anos de 1956 e 1960, os jornalistas - autores e atores do mundo da transferência da capital do litoral para o interior - esboçaram objetivos e organizaram não apenas seu presente, mas também seu passado e seu futuro. Para isso, a imprensa escrita foi considerada como um canal de expressão dos anseios, necessidades e aspirações individuais e coletivas, configurando-se também num veículo de destaque tanto para a coesão quanto para a dispersão de propósitos modernistas e de projetos de modernidade. A mídia impressa levou, conduziu e acendeu universos de representações e de debates extremamente férteis. Foi um espaço social privilegiado, que gerenciou e reproduziu alianças e divergências que procederam e circularam no domínio público. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Learning and understanding the construction of Brasília trough the social imaginary, the mundane and anti-mundane values, molded between the years 1956 and 1960, the journalists – authors and actors of the capital transference world from the coast to the interior – sketched objectives and organized not only the present but also its past and future. For this reason, the written press was considered as a channel to express the hopes, necessities and collective and individual aspirations, also configuring itself as an important vehicle for the cohesion and the dispersion of modernist propositions and modernity projects. The written press led and promoted representational and debatable universe which were extremely fertile consisting of a privileged social arena that managed and reproduced alliances and disparities that emanated and circulated in the public domain.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, 2008.
Appears in Collections:HIS - Mestrado em História (Dissertações)
UnB - Brasília 50 anos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/4096/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.