Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/40871
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_LeandroMonteiroSantos.pdf28,83 MBAdobe PDFView/Open
Title: Desenho, “cosa mentale” no Renascimento
Authors: Santos, Leandro Monteiro
metadata.dc.contributor.email: leandro_urb@yahoo.com.br
Orientador(es):: Dutra, Sergio Rizo
Assunto:: Desenho
Processo criativo
Renascimento
Artes liberais
História
Issue Date: 10-May-2021
Citation: SANTOS, Leandro Monteiro. Desenho, “cosa mentale” no Renascimento. 2020. 245 f., il. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo)—Universidade de Brasília, Brasília, 2020.
Abstract: O propósito central desta pesquisa é analisar o desenho a partir de uma perspectiva histórica, demonstrando sua importância como elemento estruturante do processo de criação das artes visuais (pintura, escultura e arquitetura) nos séculos XV e XVI da Renascença. Linguagem primordial e universal desenvolvida desde a era da pré-escrita, o desenho foi elevado ao status de arte liberal durante a Renascença, tomado como profundo exercício do pensamento, ligado à instância intelectual da produção artística - muito além da expressão e representação. Revisitar os processos históricos capazes de esclarecer como o desenho atua na apreensão, transformação e construção de conhecimento é imperativo em um mundo cada vez mais mediado por imagens tecnológicas, em que a informação tende a substituir a percepção ativa da realidade.
Abstract: The main purpose of this research is the analysis of drawing from a historical perspective, demonstrating its importance as a structuring element in the creating of visual arts (painting, sculpture and architecture) in the 15th and 16th centuries of the Renaissance. Primordial and universal language developed since the era of pre-writing, drawing was elevated to the status of liberal art during the Renaissance, taken as a profound exercise of thought, linked to the intellectual instance of artistic production - far beyond expression and representation. Revisiting historical processes capable of clarifying how drawing acts in the apprehension, transformation and construction of knowledge is imperative in a world increasingly mediated by technological images, in which information tends to replace the active perception of reality.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, 2020.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FAU - Mestrado em Arquitetura e Urbanismo (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/40871/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.